NA ZONA SUL: Cabeleireira é presa acusada de discriminação a criança autista em salão de beleza

Ao saber que a menina é autista, a acusada teria dito: "Sangue de Jesus tem poder"

NA ZONA SUL: Cabeleireira é presa acusada de discriminação a criança autista em salão de beleza

Foto: Richard Nunes/Rondoniaovivo

Uma cabeleireira de 32 anos foi conduzida para a Central de Flagrantes na tarde desta segunda-feira (30) acusada dos crimes de preconceito, discriminação e racismo a uma criança de aproximadamente três anos em um salão de beleza na Avenida Jatuarana, na zona Sul da capital rondoniense.

 

A menina foi ao local junto com a mãe que estaria fazendo o cabelo. A funcionária do salão em determinado momento não teria gostado da agitação da criança. Ao saber que a menina é autista, a acusada teria dito: "Sangue de Jesus tem poder".

 

A mãe da criança se sentindo constrangida com a atitude da cabeleireira acionou a Polícia Militar e o caso foi parar na delegacia de Polícia Civil.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Paiva & Simões - ME

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS