ESPERANÇA: Estudante de Direito que desapareceu há 5 anos pode estar em Curitiba

Homem que teria comprado celular enviou foto de Kesley à família

ESPERANÇA: Estudante de Direito que desapareceu há 5 anos pode estar em Curitiba

Foto: Divulgação

A família do jovem Kesley Sá Pacheco, que desapareceu em Vilhena há mais de 5 anos, continua esperançosa em encontrá-lo. O estudante de Direito saiu de casa no dia 22 de fevereiro de 2016 para renovar a matrícula na faculdade e não foi mais visto. Na época, a polícia apurou que Kesley embarcou em um ônibus com destino à Cuiabá (MT).
 
A cerca de um ano, uma nova pista apareceu. Um homem entrou em contato com a família e disse que viu Kesley em Curitiba (PR). De acordo com a irmã de Kesley, Kleycilla Sá Pacheco, o homem teria comprado um celular de seu irmão. “Eles negociaram por mensagem e se encontraram apenas no dia de fechar o negócio”, disse Kleycilla.
 
Kleycilla, que concluiu o curso que iniciou junto com o irmão, disse o homem enviou uma foto do rapaz com quem ele negociou o aparelho telefônico, e a família acredita que seja mesmo Kesley.
 
“Nós entramos em contato com a polícia de Curitiba, enviamos a foto dele, do período que desapareceu e a que recebemos do homem; mas, até agora nenhuma nova informação”, disse a jovem, que revelou que a família contato investigadores particulares, que também não obtiveram nenhuma informação que levasse ao paradeiro de Kesley.
 
Kleycilla conta que o desaparecimento do único irmão agravou o quadro depressivo da mãe e afetou também a ela. “A minha mãe já tinha depressão na época, e depois disso piorou a situação dela, ao ponto de o psiquiatra mudar o remédio que ela tomava. Quanto a mim, eu fiquei quatro anos após isso, morando no mesmo lugar. Tive crises de pânico, ansiedade e me isolei em casa. Em 2019 comecei a fazer tratamento para depressão. Graças a Deus deu certo, agora estamos melhorando, mas passamos por um período muito difícil”, pondera.
 
Kleycilla voltou para Corumbiara para ficar junto dos pais. A família segue esperançosa de que Kesley irá retornar para casa.
 
Qualquer Informação entrar em contato via celular (69) 9 9260-0987, com Kleycilla Sá Pacheco.     
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS