BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

RONDÔNIA: Pássaro 'diferente' é resgatado por comerciante e devolvido à natureza

Urutau consegue ficar “invisível” ao se camuflar em galhos

FOLHA DO SUL ONLINE

25 de Setembro de 2020 às 15:33

Foto: Divulgação

 

FOLHA DO SUL ONLINE - Um vídeo publicado nas redes sociais pelo biólogo Thiago Baldine, que atua como assessor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e é responsável pelo resgate e soltura de vários animais, provocou a curiosidade dos internautas.

 
As imagens mostram o “diferente” Urutau, pássaro cujo nome científico é Nyctibius griseus, cercado por lendas, como chegou a explicar, no vídeo, o servidor Juliano Freitas. Uma curiosidade sobre a espécie é que ela fica “invisível” quando pousada num galho seco, pois se camufla e se confunde com a madeira, mantendo uma postura estática por longos períodos de tempo.
 
Conhecida também como “Mãe-daLua”, a ave foi encontrada ontem desorientada por uma comerciante, que imaginou que ela estivesse ferida. O biólogo constatou que não havia lesões no Urutau e o levou para ser devolvido à natureza nas proximidades da nascente do rio Pires de Sá, a cerca de 10 km de área urbana.
 
Baldine explicou que, nesta época do ano, por causa das queimadas, muitos animais da fauna nativa acabam buscando refúgio na cidade. “Mas eles se recuperam rápido, se devolvidos logo ao seu habitat”.
 
Segundo profissional, com formação em Ciências Biológicas, “a atividade de Resgate de Fauna serve, principalmente, para minimizar o impacto da ação antrópica, dando uma nova oportunidade para esses animais”.
 
Esse trabalho vem sendo desenvolvido desde o início e 2019, se intensificando em 2020, com a parceira realizada com o Corpo de Bombeiros. “Importante lembrar que a população deve entrar em contato com a SEMMA caso venha a se deparar com qualquer animal silvestre, pelo telefone 69 9.8471-2971 (whatsapp) ou pelo e-mail semma@vilhena.ro.gov.br, e também com o CB pelo número 193”, explicou Baldine.
 
Thigo também orienta: “o manuseio indiscriminado ou inadequado por curiosos, pode levar a crime ambiental, a lei 9.605 /98, que aborda sobre condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, em especial o artigo 29, que tratam sobre os crimes contra o meio ambiente, ressaltando o artigo 32, que expõe a pena no caso de maus tratos aos animais”.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS