BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

VILHENA: Resgate de animais pela Prefeitura protege moradores e fauna silvestre

Semma devolve à Natureza espécies selvagens encontrados na zona urbana

SEMCOM

17 de Julho de 2020 às 09:58

Atualizada em : 17 de Julho de 2020 às 10:00

Foto: Divulgação

 

Cerca de 35 animais silvestres já foram resgatados pela Prefeitura de Vilhena neste ano. O trabalho foi acentuado em 2020 e conta com o apoio do Corpo de Bombeiros e da Polícia Ambiental. O objetivo da ação é evitar ocorrências de acidentes, garantir a integridade dos animais ameaçados e, até mesmo, ajudar na recuperação daqueles que estão feridos ou desnutridos em função da perda de habitat natural.
 
 Serpentes jibóia-arco-íris, cascavel, jararacuçu do papo amarelo (papa-pinto), corujas suindara, furcata e buraqueira, jabuti-machado, cágado-de-barbicha, periquitos, frango-d’água, gambá, lagartos (teiú), tamanduá, anfíbios e até escorpiões já foram devolvidos à Natureza.
 
“Por mais que a população tenha boas intenções, não devem manusear animais silvestres. Isso pode representar perigo para os moradores e também para as espécies, que normalmente estão assustadas e agressivas. Todos os animais são soltos em locais seguros, imediatamente após a captura, ficando o mínimo possível em cativeiro”, explica a secretária municipal de Meio Ambiente, Marcela Almeida.
 
 
A Semma lembra que a lei n° 9.605, em seu artigo 29 deixa claro que “matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida” gera pena de detenção de seis meses a um ano, e multa.
 
Os assessores da Semma responsáveis pela maior parte dos resgates, Thiago Baldine e Luiz Gustavo Soares, revelam que as denúncias de aparecimento de animais silvestres na zona urbana podem ser feitas no Corpo de Bombeiros pelo telefone 193 (24h), na Polícia Ambiental pelo telefone 3321-2129 (das 7h30 às 13h30) e na Secretaria Municipal de Meio Ambiente pelo telefone 3321-4084 (das 7h às 13h).
 
“É um trabalho conjunto que, quando um dos três é acionado, busca ajuda nos outros dois, se necessário. O cuidado com os animais de nossa região é importante pois neste período de seca as espécies sofrem ainda mais com as queimadas e estiagem, inspirando mais atenção para preservar sua população nos níveis adequados”, conclui Thiago.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS