CRÉDITO: Resultado do 3º trimestre do BASA destaca aplicação acima de R$ 10 bilhões

Esta expansão está relacionada principalmente ao agronegócio que demandou R$ 8,6 bi, ou seja, 42,9% de crescimento em relação ao ano anterior

CRÉDITO: Resultado do 3º trimestre do BASA destaca aplicação acima de R$ 10 bilhões

Foto: Divulgação

 

As aplicações de R$ 10,7 bilhões em crédito de fomento foram um dos destaques no Relatório de Administração do terceiro trimestre do Banco da Amazônia (Basa), divulgado ao mercado financeiro, nesta segunda-feira, dia 14. As aplicações foram realizadas em toda a região amazônica no período de janeiro a setembro de 2022 e apontam um crescimento de 37% em relação ao mesmo período de 2021, que foi de R$ 7,8 bilhões. Esta expansão está relacionada principalmente ao agronegócio que demandou R$ 8,6 bi, ou seja, 42,9% de crescimento em relação ao ano anterior. 
 
 
 
O documento também mostra que dentre os indicadores da Agenda Ambiental, Social e de Governança (ASG) da Instituição, os investimentos no Programa Verde somaram R$ 7,4 bilhões, um crescimento de 143,5% em relação a 2021 e a Agricultura Familiar teve R$ 577,2 milhões aplicados, o que significa um aumento de 84,7%. “O Banco atua com diversas ações sociais, de inclusão, de redução das desigualdades e prioriza uma gestão técnica, colegiada, ética e transparente”, informou o presidente do Basa, Valdecir Tose. 
 
 
 
Dentro do combate às desigualdades, o Relatório mostra que empreendimentos de pequeno porte foram alvo de R$ 8,4 bilhões nas contratações do Banco, um crescimento de 84% em relação aos 9 primeiros meses de 2021. Os municípios considerados dentro da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), de baixa e média renda receberam R$ 7,2 bilhões de investimentos, representando um aumento de 31,8% em relação a 2021. Por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o Banco contratou R$ 577,2 milhões, um crescimento de 84,7%.
 
 
 
Com relação ao lucro líquido do terceiro trimestre, o Banco bateu o recorde de R$ 387,8 milhões, no acumulado R$ 827 milhões. A carteira de crédito ativa total do Banco cresceu 21,8% comparado ao mesmo período de 2021, alcançando um saldo de 45,7 bilhões. “Este incremento de volume foi puxado pelo aumento de volume de operações de crédito para pessoas físicas que cresceu 5 bilhões, aumento de 28,3%. 
 
 
 
No que se refere às contratações de microcrédito, por meio do Programa Amazônia Florescer, o Basa contratou R$ 178,5 milhões, também registrando crescimento de 15,7% nas aplicações. O Programa de Microcrédito Produtivo e Orientado – Amazônia Florescer atende as áreas urbana e rural por meio da Associação de Apoio à Economia Popular da Amazônia (Amazoncred). A empreendedora popular Jucélia Frutado, cliente do Amazônia Florescer, diz que foi através do programa que ela conseguiu capital para a loja dela. “Para dar continuidade no meu negócio, mesmo com muita concorrência e dificuldades”, declarou. 
 
 
 
As pequenas empresas também receberam grandes investimentos do Banco nos nove primeiros meses de 2022, conforme aponta o Relatório de Administração. Por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), o Banco aplicou R$ 663 milhões na economia regional em mais de 6 mil contratos em toda a Amazônia. 
 
 
 
Mais detalhes a respeito do Relatório de Administração do 3º trimestre de 2022 do Basa podem ser acessados em https://www.bancoamazonia.com.br/relacoes-com-investidores/informacoes-financeiras/central-de-resultados.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

E M M M de Barros

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS