MAIS TEMPO: Vacinação contra a influenza e o sarampo são prorrogadas em Porto Velho

A ação reforça a importância em alcançar a meta de 95% de vacinação para as crianças de seis meses a menores de cinco anos

MAIS TEMPO: Vacinação contra a influenza e o sarampo são prorrogadas em Porto Velho

Foto: Divulgação

Porto Velho, assim como o restante do país, prorrogou até 24 de junho as Campanhas Nacionais de Vacinação contra Influenza e o sarampo. A prorrogação se dá em virtude da baixa cobertura vacinal dos públicos prioritários que está aquém das metas estabelecidas para ambas as campanhas.
 
 
Na recomendação do Ministério da Saúde o pedido é para que os municípios alcancem a meta mínima de 90% de cobertura vacinal, de forma homogênea, para reduzir as complicações e óbitos nesses grupos.
 
 
O pedido ainda reforça a importância em alcançar a meta de 95% de vacinação para as crianças de seis meses a menores de cinco anos e vacinar os trabalhadores da saúde contra o sarampo de forma seletiva, por considerar a alta transmissibilidade, a gravidade, as complicações e óbitos pela doença.
 
 
Apesar dos esforços da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) na descentralização da campanha, atuando em todas as unidades básicas de saúde com a sala de vacina e com o posto de atendimento no Porto Velho Shopping, a vacinação contra o sarampo, até agora, entre o público infantil de 6 meses a menores de 5 anos foi de apenas 11.66% do público esperado, enquanto a de trabalhadores de saúde chegou a 39,66%.
 
 
A vacina contra influenza na capital também tem números preocupantes, abaixo do esperado. Apenas 11.76% das crianças imunizadas e 33,11% dos idosos.
 
"Influenza (gripe)o nosso foco maior são as crianças de seis meses a menores de cinco anos, as gestantes, puérperas, os trabalhadores da saúde e os idosos acima de 60 anos. Lembrando que nesse momento ainda não está aberto à população em geral”, explicou Elizeth Gomes, coordenadora da Divisão de Imunização da Semusa.
 
 
Todas as unidades de saúde da capital ofertam as doses contra a influenza, sarampo e covid-19. Os locais e horários podem ser consultados aqui.
 
 
“Não existe a previsão de uma nova prorrogação. A gente encerra realmente no dia 24. Então, você que está dentro do grupo, procure uma das nossas unidades de saúde”, finaliza a coordenadora.
Direito ao esquecimento

Você acha que os escândalos do Governo Bolsonaro prejudicam a pré-candidatura à reeleição?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS