NA CÂMARA: Prefeito pede revogação de lei que aumenta salário dos servidores e PM é acionada

Projeto de redução foi enviado à Câmara de Vereadores e os servidores se mobilizaram para barrar a aprovação

NA CÂMARA: Prefeito pede revogação de lei que aumenta salário dos servidores e PM é acionada

Foto: João Vitor Muniz/Rondoniaovivo

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), enviou um projeto de lei à Câmara de Vereadores do Município pedindo a revogação da Lei Complementar 896 que concede o aumento de 10,06% de salário aos servidores municipais efetivos. O projeto deve ser votado em sessão extraordinária nesta terça-feira (3). 
 
O aumento dos funcionários foi aprovado por unanimidade no legislativo municipal e sancionado pelo prefeito Hildon Chaves no dia 18 de abril. Com isso, os servidores já devem receber o salário com a correção no mês de maio.
 
No entanto, em cerca de 15 dias, a prefeitura analisou a elevação e alega que cerca de 600 servidores estariam recebendo um aumento de 52%, gerando um impacto grande nos cofres públicos do município, por isso está pedindo a revogação para corrigir o valor.
 
Ainda nesta terça-feira, a vereadora Ellis Regina, representante da classe, mobilizou uma manifestação com os trabalhadores na Câmara Municipal para tentar inibir a redução salarial. 
 
“Eu tentei pelo menos mobilizar os vereadores para a gente sentar junto com o prefeito e que pudesse verificar o que poderia fazer por esses servidores, mas infelizmente a Câmara Municipal vai de acordo com o que o executivo manda”, disse a vereadora.
 
Vereadora Ellis Regina em discurso no plenário da Câmara | Foto: João Vitor Muniz/Rondoniaovivo
 
A manifestação dos servidores ocorre neste momento no plenário da Câmara. Devido a movimentação intensa, uma equipe da Polícia Militar foi acionada para conter os ânimos dos manifestantes.
 
Manifestação ocorre dentro do plenário da Câmara de Vereadores | Foto: João Vitor Muniz/Rondoniaovivo
 
Alto escalão tem aumento
 
Na reivindicação, os efetivos questionam também o aumento dos secretários municipais que foi dado também em abril.
 
No texto, o alto escalão do município passou a receber R$ 21 mil, um aumento de R$ 4 mil. Os secretários-adjuntos também foram beneficiados e deixaram de receber R$ 12 mil para embolsarem R$ 20 mil.
 
Quando a gente consegue o aumento, aí vem lá de cima revogar? Ou seja, o nosso dá um impacto, mas e o dos secretários? Não tem impacto na folha?”, questionou Jucélia Santigo, servidora pública de Porto Velho há 14 anos.
 
Ao Rondoniaovivo, a prefeitura afirma que mesmo com a revogação da lei, o aumento de 10,06% que foi aplicado nao será retirado.
 
Se aprovado o projeto de redução do salário nesta terça-feira, a proposta volta para o executivo que deve sancioná-lo.
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS