BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CRIME ORGANIZADO: Exército e PF agem contra quadrilhas que extraem madeiras de terras indígenas

A divisa é entre Rondônia e Acre, na região da Ponta do Abunã

Rondoniaovivo

27 de Maio de 2020 às 15:32

Atualizada em : 28 de Maio de 2020 às 14:16

Foto: Cícero Moura/Rondoniaovivo

Desde as primeiras horas da madrugada de hoje mais de 500 homens, entre militares, agentes federais e de órgãos de proteção ambiental, estão com duas bases montadas na região de Extrema e Nova Califórnia, quase na divisa de Rondônia com Acre. O trabalho visa combater a extração ilegal de madeira e outros crimes ambientais que vem sendo registrados na região. 
 
 
Desde 11 de maio, a região Norte já vem sendo alvo da Operação Verde Brasil 2, desenvolvida pelo Ministério da Defesa. Uma área da terra indígena Kaxarari também está sendo patrulhada. Desde que a operação comecou nos estados do Acre, Rondônia e Sul do Amazonas, já foram confiscados 4 mil e 300 metros cúbicos de madeira e aplicadas multas que ultrapassam 11 milhões de reais. 17 motosserras e 16 armas de fogo foram apreendidas.
 
O superintendente  da Polícia Federal em Rondônia, Caio Pelini, diz que o trabalho em conjunto com o Exército Brasileiro facilita à chegada da PF em locais de difícil acesso.
 
 
O comandante da 17° Brigada de Infantaria de Selva, general Luciano Lima, esclarece que somente a presença dos militares na região já resultou na redução dos desmatamentos.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS