BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DIREITO DE RESPOSTA: Direção do Regina Pacis esclarece imbróglio com deputado estadual

Referente à afirmação do deputado Goebel de que fez a vistoria no local e constatou que o prédio tem um valor de mercado de no máximo R$ 2 milhões de reais, com todo o respeito isso é totalmente infundado

Direção do Regina Pacis

15 de Maio de 2020 às 12:49

Atualizada em : 16 de Maio de 2020 às 08:46

Foto: Divulgação

Reportando à matéria publicada neste site, Rondoniaovivo, na data de 14 de maio de 2020, às 16:38, intitulada “CORONAVÍRUS: Deputado é expulso de hospital comprado pelo Governo do Estado”, a direção do Hospital e Maternidade Regina Pacis (razão social C.M.I. REGINA PACIS LTDA) em nome da verdade, vem esclarecer e aduzir o seguinte:

 

O deputado estadual Luizinho Goebel foi convidado a se retirar do local,  uma vez que não havia agendado visita na obra, e desta forma, seu ingresso ofereceria risco a integridade física do próprio deputado, que estava inclusive sem os devidos EPIs.

 

Tanto é verdade que os colegas do deputado Luizinho Goebel, deputados Ezequiel Neiva e Chiquinho da Emater estiveram nas dependências do hospital devidamente munidos dos EPIs exigidos pela lei, em horário marcado, e puderam livremente adentrar ao recinto no mesmo dia, acompanhados inclusive da equipe da SESAU/RO com a presença do Secretário da pasta.

 

Corrobora ainda o fato de que o Corpo Técnico do Ministério Público Estadual e do Tribunal de Contas de Rondônia também estiveram presentes in loco, e seguindo as regras básicas de segurança, com o devido agendamento, inspecionaram os três imóveis que compõem o complexo hospitalar Regina Pacis, incluindo o estacionamento de aproximadamente 1000m2 que compõe o complexo.

 

Referente à afirmação do deputado Goebel de que fez a vistoria no local e constatou que o prédio tem um valor de mercado de no máximo R$ 2 milhões de reais, com todo o respeito isso é totalmente infundado ante a incapacidade técnica do deputado para fazer tal avaliação. Em verdade, os três imóveis foram cientificamente avaliados por peritos competentes (privados e públicos), e juntamente aos equipamentos hospitalares, perfazem o valor pactuado junto ao Estado de Rondônia de R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais).

 

Por fim, salienta que todo o processo de compra ocorreu de maneira transparente e legal, tendo sido devidamente registrados todas as reuniões e atos praticados, e todos os documentos, projetos, contratos, empenhos, etc, constam no processo administrativo - SEI para acesso público dos interessados.

 

A Direção do C.M.I Regina Pacis

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS