BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

RECURSO: TCE oficializa ao Governo repasse de R$ 50 mi para a construção do novo Heuro

Oriundo do Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO), o recurso foi anunciado ainda no primeiro semestre deste ano

ASSESSORIA

30 de Dezembro de 2019 às 15:50

Foto: Divulgação


O recurso no valor de R$ 50 milhões destinado para a construção do Hospital de Emergência e Urgência (Heuro), em Porto Velho, foi oficialmente repassado para Fundo Estadual, denominado Fun-Heuro e será aplicado na nova unidade hospitalar.



Oriundo do Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO), o recurso foi anunciado ainda no primeiro semestre deste ano e após medidas de estruturação e efetivação do Fundo, foi efetuada a transferência do valor, na sexta-feira (27), oficializado durante reunião entre o governador do Estado, coronel Marcos Rocha, e o presidente do TCE-RO, conselheiro Edilson de Sousa Silva, juntamente com o presidente eleito, conselheiro Paulo Curi (que assumirá a presidência dia 1º de janeiro de 2020).



No ofício entregue ao governador, o presidente do Tribunal de Contas especifica que os recursos são provenientes de superávit financeiro apurado em balanço patrimonial do exercício anterior e salto financeiro do presente exercício, representando a economia gerada na gestão dos recursos públicos destinados à Corte e, sobretudo, o forte compromisso de colaborar para melhoria dos serviços públicos de Saúde no Estado de Rondônia.



Ao receber o documento oficializando o repasse para o Fun-Heuro, o governador enalteceu a iniciativa do Tribunal de Contas e deixou claro que cada centavo aplicado na construção do novo hospital será fiscalizado. “Este 27 de dezembro de 2019 é de  alegria, por estar sendo repassado esse valor de R$ 50 milhões, que será utilizado na estruturação no novo Hospital de Emergência e Urgência, ou seja, recurso do próprio Tribunal de Contas, que demonstra preocupação com a nossa área de Saúde e isso é motivo de orgulho e de muita alegria”, argumentou Marcos Rocha, garantindo celeridade e seriedade no processo de construção, definindo que a prioridade é salvar vidas.



PRIORIDADE



A construção do novo Hospital de Emergência e Urgência está entre as políticas prioritárias do Governo devido ao aumento da população do Estado e consequentemente insuficiência de leitos nas unidades hospitalares. Desde o início do atual governo, as atenções foram voltadas para garantir melhor atendimento à população, principalmente no Hospital João Paulo II, com a retirada de pacientes que antes estavam sendo atendidos na garagem, por falta de leitos.



Realizada na Escola Superior de Contas do Tribunal de Contas de Rondônia (Escon/TCE-RO), a reunião também debateu assuntos importantes referentes às áreas de Educação e Saúde, visando discutir estratégias avançadas de gestão aos setores. A reunião contou, também, com a presença do secretário-chefe da Casa Civil, José Gonçalves da Silva Júnior; do secretário de Estado da Educação, Suamy Vivecananda Lacerda; da secretária-adjunta da Saúde, Katiane Maia e do controlador geral do Estado, Francisco Lopes Fernandes Netto.


O conselheiro Edilson de Sousa destacou o momento de grande importância e enfatizou que o atual quadro do Estado é favorável para se tornar referência com bons resultados, principalmente na Educação.



Durante a reunião, tanto o atual presidente quanto o que irá assumir em 1º de janeiro destacaram a união de esforços que vão ao encontro dos anseios de se construir um novo hospital, substituindo o atual Hospital João Paulo II visando garantir dignidade e melhores condições à população.



“O Tribunal de Contas cortou despesas para viabilizar essa transferência e nesta oportunidade aproveitamos para fazer uma ótima reunião de trabalho envolvendo as áreas de Saúde e Educação para melhorar e garantir bons resultados”, disse o presidente Paulo Curi.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS