BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

AUDIOVISUAL - Extrema recebe o FestCineamazônia Itinerante

Extrema foi o segundo distrito de Porto Velho a receber o pacote cultural oferecido pelo FestCineamazônia Itinerante. Nesta oitava edição, o Festival completa três anos de itinerância, levando às comunidades entretenimento, cultura e muita reflexão diante

Da Redação

08 de Dezembro de 2010 às 11:17

Foto: Divulgação

Extrema foi o segundo distrito de Porto Velho a receber o pacote cultural oferecido pelo FestCineamazônia Itinerante. Nesta oitava edição, o Festival completa três anos de itinerância, levando às comunidades entretenimento, cultura e muita reflexão diante da opção por um modelo de desenvolvimento que compromete a integridade do homem e da natureza. Era quase hora de começar o espetáculo e havia cadeira sobrando. Isso surpreendeu a equipe. Será que aqui a mostra seria um fiasco?

Que nada! As pessoas chegavam em blocos na hora exata. E aí faltou cadeira. A exemplo de Nova Califórnia, um imenso público marcou presença na mostra de Extrema, o que indica a aprovação crescente ao projeto de levar a arte aonde o povo está. A atenção do público às produções humanistas e à performance do Palhaço Bicudo, também revela que um grande número de pessoas sonha com mudanças no comportamento do homem no Planeta.

Ao saberem que seriam personagens do filme Cine Poeira, em produção para ser exibido na próxima edição do Festival, as crianças de Extrema não escondiam a euforia, intensificada com as brincadeiras de Bicudo. A cada número do palhaço, a criançada ia ao delírio. Antes do show no Circo, Bicudo foi a uma escola pública numa perna-de-pau. Aí não teve jeito, o recreio na escola teve que ser um pouquinho mais longo na terça.

“Nestes três anos de itinerância, percebemos que as comunidades são receptivas às atividades culturais. Basta que isso chegue até elas de forma séria e simples. Nós queremos melhorar, procuramos corrigir alguns equívocos para oferecer o melhor a quem demonstra vontade de ser incluído no mundo mágico da  arte. Nossa intenção é preencher essa lacuna que, infelizmente, ainda persiste em nosso país. Não dá pra parar de sonhar”, enfatiza Jurandir Costa, o curador do FestCineamazônia.

O André é palhaço em Extrema, mas estava no papel de expectador e não continha o riso a cada presepada do Bicudo. No final do espetáculo ele foi abraçar o colega e desabafou: “como é gratificante a vinda de vocês aqui, trazendo essa proposta de reflexão, esperança e muito riso. Isso nos incentiva a continuar sonhando e a lutar por um mundo melhor, mas sem parar de brincar”. 

“Eventos como esse deveriam ser mais frequentes. Os moradores  aqui da nossa região sentem falta de programas de inclusão também à cultura e à arte. Esse comboio cultural será sempre bem-vindo em nossa comunidade”, emenda a professora Soraya Gonzaga.

Nesta quarta-feira, 8/12, a trupe leva a magia para Vista Alegre do Abunã. O FestCineamazônia itinerante 2010 é apresentado pela oi, tem o patrocínio da Petrobras e BNDES, Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, apoio cultural Oi Futuro, Governo de Rondônia através da Secel, Prefeitura de Porto Velho, Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Fundação Iaripuna.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS