ESPORTE E SAÚDE: Alongamento antes ou após o exercício: posso ou devo fazer?

O questionamento gera muitas dúvidas nos atletas e principiantes de diversos esportes; saiba mais

ESPORTE E SAÚDE: Alongamento antes ou após o exercício: posso ou devo fazer?

Foto: Reprodução

O alongamento é uma prática reconhecida como absolutamente essencial, pois desenvolve uma das mais importantes qualidades no contexto geral da aptidão física, a flexibilidade.
 
A flexibilidade melhorada pela prática do alongamento proporciona uma maior amplitude articular e, consequentemente, interfere positivamente no desempenho de várias atividades físicas, podendo também atuar na prevenção de lesões.
 
Para desenvolver uma melhor flexibilidade, existem várias metodologias padronizadas pelas entidades normativas das ciências do esporte, e todas se caracterizam pela utilização do alongamento estático e/ou do alongamento dinâmico.
 
Apesar desses pontos descritos acima serem considerados consensuais, existe uma grande polêmica no que diz respeito à realização do alongamento antes e depois da prática de exercícios físicos tanto de força como de resistência.
 
Na medida em que a flexibilidade é uma qualidade física assim como a força e a resistência, o treinamento específico requer um trabalho também específico e dissociado do trabalho de força e de resistência.
 
Fazer um treinamento de força imediatamente antes de um treino de resistência tem interferência? Sim! E fazer alongamento antes do treinamento de resistência? Interfere? E a resposta também é sim, a aí começa a polêmica. Porque a interferência tem muito mais potencial de ser negativa.
 
E aqui cabe lembrar que alongamento é aquele procedimento que visa interferir com a plasticidade muscular, ou seja, alterando a estrutura (no caso, aumentando o comprimento), diferente de exercícios de mobilidade.
 
A maioria dos praticantes de exercícios tem a norma de alongar antes e depois da atividade, como, por exemplo, uma corrida de longa distância ou um jogo de futebol. Chega a ser até intuitivo. O motivo? Melhorar desempenho e prevenir lesões alongando antes e recuperar melhor alongando depois. O problema é que a ciência não comprova esses benefícios do alongamento feito antes e depois.
 
É preciso alongar para melhorar a flexibilidade, mas a recomendação é dissociar o alongamento assim como se dissocia o treino de força e de resistência. Esse alongamento feito rapidamente antes ou depois de correr nem melhora flexibilidade para prevenir lesões, nem acelera a recuperação, sendo na realidade uma prática “consagrada pelo uso”.
 
Esse tema tem sido abordado por vários estudos científicos nos últimos anos e um deles muito detalhado publicado recentemente conclui o seguinte:
 
POSSO alongar antes e depois do exercício? SIM!
 
DEVO alongar antes e depois do exercício? NÃO!
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Aldo Júlio em Rolim de Moura?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ariquemes tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS