DÚVIDAS: Atletas de voleibol entram com ação judicial contra eleição na Federação

Eles pedem a anulação do pleito que reconduziu a atual diretoria para o terceiro mandato

DÚVIDAS: Atletas de voleibol entram com ação judicial contra eleição na Federação

Foto: Divulgação

Os representantes dos atletas de vôlei de Rondônia ajuizaram ação judicial visando declarar a nulidade de Assembleia Ordinária da Federação Rondoniense.
 
Segundo os atletas a Assembleia Ordinária realizada no último dia 21/01/2022 que elegeu a atual diretoria para o 3º mandato violando o Estatuto que prevê somente uma recondução também deixou de convocar as comissões de atletas que garantem que possuem legitimidade tanto pela previsão Estatutária como pela Lei Pelé de voz e voto na referida AGO, já que foram eleitos para representar a categoria legitimamente e  inclusive participaram no ano de 2021 da eleição da confederação brasileira de voleibol-CBV.
 
Outra situação debatida na demanda é quanto a falta de transparência quanto as contas da Federação já que não se tem conhecimento de prestações de contas do último mandato 2018 a 2022 o que também geraria uma inelegibilidade da atual diretoria reeleita, conforme previsão estatutária.
 
O pedido além de requerer a nulidade da Assembleia e das eleições como também a apresentação das contas requereu ainda que seja determinada nova convocação de AGO garantindo o direito dos representantes dos atletas em participarem na forma estatutária. 
 
A demanda é inédita não só em terras de Rondon como também no Brasil não se tem notícia até o momento, de alguma comissão de atleta de algum estado reivindicar seus direitos visando a melhoria da modalidade exigindo gestão responsável e dentro das normas estatutárias e legais.
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS