BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

GOLEIRO BRUNO: Treinadora de time feminino do Rio Branco pede demissão após contratação

Bruno é o assassino de Eliza Samúndio. Ela foi morta porque reivindicava o direito à pensão do filho que teve com Bruno

ACREAOVIVO

28 de Julho de 2020 às 17:35

Foto: Divulgação

A polêmica em torno da contratação do goleiro Bruno Fernandes para a equipe do Rio Branco Futebol Clube não cessa. Depois do protesto de mulheres, homens e instituições diversas da sociedade civil organizada, foi a vez da treinadora da equipe feminina do clube, a ex-vereadora Rose Costa. Na manhã desta terça-feira, Rose apresentou carta de demissão ao presidente do time, Neto Alencar.
 
Bruno é o assassino de Eliza Samúndio. Ela foi morta porque reivindicava o direito à pensão do filho que teve com Bruno.
 
De acordo com o que foi apurado pela polícia, ela foi morta, teve o corpo desmembrado e foi dada como comida para os cães de Bruno e de seu comparsa conhecido como Macarrão.
 
Leia, abaixo, a íntegra da carta:
 
Bom dia Presidente Neto,
 
Gostaria de informar que a partir desta data ME DESLIGO da função de técnica/treinadora do Rio Branco Futebol Clube Feminino, motivo: a contratação do Goleiro Bruno para compor o elenco da equipe masculina do nosso Estrelão.
 
Quero aqui esclarecer que entendo o momento por qual passa o Rio Branco, as suas dificuldades financeiras como também a oportunidade da contratação do Goleiro Bruno, bem como, ainda, a sua "boa" intenção, no sentido de tornar a equipe competitiva e forte.
 
Deixo minha gratidão pela oportunidade, minha admiração por você enquanto dirigente e toda a sua equipe, mas preciso esclarecer também que minha história de vida como mulher e profissional me impendem de permanecer no Rio Branco. Como disse, não questiono e nem tampouco julgo suas decisões, mas preciso respeitar a minha história e minhas crenças de que essa oportunidade dada ao Goleiro Bruno, em nossa amada equipe, legitima a ineficiência das leis, socializa ainda mais a impunidade ao feminicidas e por fim, macula a imagem de nossa equipe, pois o crime orquestrado por ele é reconhecidamente hediondo, e isso não deve ser personificado na função de atleta de rendimento, que é espelho para toda a nossa juventude.
 
Finalizo desejando sorte a próxima treinadora...
 
Rose Costa
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS