ESPAÇO ABERTO: Etanol mais barato não significa que seja mais vantajoso do que gasolina

ESPAÇO ABERTO: Etanol mais barato não significa que seja mais vantajoso do que gasolina

Foto: Divulgação

NOVO AUMENTO
 
Não é nehuma novidade falar em aumento do preço dos combustíveis. Isso se tornou tão rotineiro que a única coisa a fazer é andar de carro o menos possível ou então se conformar e pagar o reajuste.
 
MÉDIA
 
Em Rondônia o preço da gasolina varia entre R$ 7,10 chegando até a R$ 7,89 o litro. No caso do etanol, os valores vão de R$ 5,80 até R$ 6,49. Nesse caso há uma demonstração clara de que cada estabelecimento cobra o que quiser e ponto final.
 
ETANOL 
 
Um levantamento do G1 Nacional com base em dados da ANP mostra que, entre os 418 municípios do país onde foram coletados dados dos dois combustíveis, em apenas 4 é mais vantajoso abastecer com álcool – todos eles em Goiás.
 
AVALIAÇÃO
 
A vantagem do etanol é calculada considerando que o biocombustível tem, em média, 70% do poder calorífico da gasolina. Assim, para saber se o etanol mais é vantajoso ou não, basta multiplicar o valor do litro da gasolina por 0,7.
 
RESULTADO
 
Se o valor resultante for menor que o do litro do etanol, é melhor abastecer com gasolina. Se for maior, o etanol é a melhor opção. 
 
JUSTIFICATIVA
 
Na prática, se o preço do álcool for menor que 70% do preço da gasolina, o primeiro vale mais a pena. Se for maior, a gasolina deve ser escolhida.
 
BRASIL
 
Na semana até 23 de abril, o preço médio do litro da gasolina no Brasil foi de R$ 7,270 na média do país, segundo o levantamento da ANP. Já o preço do litro do etanol ficou em R$ 5,496.
 
VANTAGEM
 
Em todos os estados e no Distrito Federal, o preço médio da gasolina foi mais competitivo do que do etanol. Na média dos mais de mais de 4 mil postos pesquisados em todo o país pela ANP, o preço do litro do etanol representou 75,6% do valor da gasolina, o que significa vantagem para esta última. 
 
OBSERVAÇÃO
 
Importante destacar, porém, que essa relação varia muito entre os postos e entre as cidades– portanto, é preciso pesquisar. Em Rondônia não é diferente. Na região do Cone Sul, por exemplo, os combustíveis são mais caros que na capital
 
QUEDA
 
Uma boa notícia para quem abastece só com etanol é de o preço possa cair nos próximos meses por conta da nova safra de cana, que começou agora em abril.
 
PAULATINAMENTE
 
Nas últimas semanas, os preços da gasolina e do diesel tiveram um forte aumento nos postos do país, consequência do reajuste anunciado pela Petrobras em 18 de março nas refinarias.
 
DÓLAR
 
Importante dizer  que o preço da gasolina para o consumidor depende também do preço do petróleo e do câmbio, uma vez que desde 2016 a Petrobras adotou a chamada paridade internacional, repassando as altas do petróleo no mercado internacional para o valor cobrado em suas refinarias.
 
BAIXOU
 
O curioso é que com a queda do dólar nos últimos dias, nem  governo, nem Petrobrás anunciaram um "tiquinho" sequer de redução do valor dos combustíveis, pelo contrário. Vem mais aumento por aí.
 
MISTURA
 
Voltando ao preço do etanol, ele tem reflexos também no preço da gasolina, já que o combustível possui um percentual obrigatório de 27% de etanol anidro na mistura da gasolina vendida nos postos.
 
 
CONDENAÇÃO
 
A juíza de Direito Ligiane Zigiotto Bender, da 2ª Vara de Cerejeiras, condenou o município a pagar R$ 30 mil por danos morais à uma mulher vítima de erro médico. Além deste valor, a prefeitura terá que pagar também outros R$ 1,6 mil por danos materiais.
 
CASO
 
Um médico que trabalhava no Hospital Municipal de Cerejeiras fez uma cesariana e após o procedimento teria deixado uma compressa cirúrgica dentro da mulher. A decisão cabe recurso.
 
CARÊNCIA
 
Falando em médico, deputado Dr. Neidson (PMN) está cobrando do Governo contratação imediata de Técnico em Radiologia. O parlamentar aponta ter recebido diversas reclamações da falta destes profissionais em muitas unidades pública de saúde de Rondônia.
 
CONCURSO 
 
Neidson enfatiza que em 2017 teve concurso público, o que permite ao Estado chamar aprovados para preencher vagas em aberto. Um hospital de Porto Velho teria ameaçado fechar uma de suas alas que prestam serviços de imagem, em razão da falta de profissionais da área.
 
 
SEM SENTIDO
 
A manchete veiculada em vários portais me chamou atenção. Dizia em letras garrafais que ter Covid-19 aumenta em 600% o risco de desenvolver disfunção erétil. É o que estaria afirmando um estudo italiano. Não é verdade.
 
EXPLICAÇÃO 
 
O estudo se baseou numa pesquisa com 985 homens, mas apenas 25 disseram ter pegado coronavírus – e sete afirmaram ter disfunção erétil. É uma amostra pequena, e que não comprovou se aquelas pessoas de fato tiveram Covid-19.
 
QUESTIONAMENTO
 
Mas o maior problema é outro: a pesquisa não perguntou aos homens se eles já tinham o problema antes da Covid. Ou seja, não prova nada.
 
PONTUAL
 
Em outro trabalho, cientistas encontraram fragmentos do coronavírus, e níveis reduzidos de uma enzima que é necessária para ter ereção, no tecido peniano de dois homens com Covid. A questão é que eles tinham 65 e 74 anos, idade em que a disfunção erétil é comum – e ambos estavam se submetendo a implante de prótese peniana.
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS