ESPAÇO ABERTO: Vinda de Bolsonaro em Rondônia não altera cenário político

ESPAÇO ABERTO: Vinda de Bolsonaro em Rondônia não altera cenário político

Foto: Sérgio Vale

 

SEM INTERMEDIÁRIOS

 

Embora haja uma disputa de vaidades sobre quem é o pai da criança, a vinda de Jair Bolsonaro para Rondônia não tem nada a ver com influência política local. Vai ocorrer uma reunião entre dois presidentes- Brasil e Peru-  e no meio do caminho para ambos.
 
CARINHO
 
Bolsonaro não chega para afagar nenhum dos seus embeiçados. Planeja aterrissar em Porto Velho na quinta-feira, 03, por volta de 8h30, quando deverá ser recebido por motociclistas que o “escoltarão” até o CPA.
 
“TRABALHO”
 
A agenda oficial diz que é um encontro de “negócios” e estreitamento de laços. Bom, até onde sei a relação do Brasil, e de Rondônia, com o Peru é de extrema cordialidade. O que me chama atenção é a tal reunião oficial que não explica com clareza o que seriam os negócios a ser discutidos.
 
OFICIAL
 
O Governo Federal não se deu o trabalho de explicar ou até mesmo “inventar” uma possível parceria de cooperação entre os dois países. A Secom da Presidência da República, pra variar, só tem como informação que será uma reunião fechada para a imprensa.
 
 
OPOSTOS
 
Realmente o assunto entre os dois presidentes deve ser “pra lá de Bagdá”, e nem podia ser diferente. Jair Bolsonaro é a personificação da Direita no Brasil e nunca escondeu seu asco em relação à Esquerda. Já o presidente do Peru, José Pedro Castillo Terrones, é professor e líder sindical. 
 
OPOSTOS 2
 
Imagino que diante da distância (política) intergaláctica  entre ambos, realmente muitos projetos com enormes chances de concretização deverão ser discutidos. 
 
NADA MUDA
 
O curioso dessa agenda é que não dá nem para creditar como ato político com alguém apadrinhando. O governador Marcos Rocha, o senador Marcos Rogério e o deputado coronel Chrisóstomo já se credenciaram, em suas redes sociais, como anfitriões e interlocutores do convite. Mas isso por conta e responsabilidade deles.
 
NADA MUDA 2
 
A questão é que Bolsonaro já teria dito para gente muito próxima dele aqui do estado- e não é nenhum dos três citados- que não irá falar uma virgula sobre a política local. Também, como que vai falar se nem a imprensa do próprio governo do estado terá acesso ao evento. Os prezados jornalistas locais só terão acesso à “fuleragem” de praxe que costuma nortear esse tipo de agenda oficial.
 
 
AJUSTES  
 
No cenário político local, a vida segue mansa e do jeito que agrada ao governador. Enquanto prováveis candidatos ao governo seguem em processo de hibernação, Marcos Rocha anda pelo interior prometendo investimentos, autorizando obras e inaugurando o que dá.
 
NÃO ASSUSTA
 
Já ouvi de possíveis candidatos que as andanças de Rocha não assustam. Minha dica é: sigam com essa linha de raciocínio que em outubro às urnas dirão se Marcos Rocha estava certo ou errado.
 
NÃO ASSUSTA 2
 
E nem adianta vir com a conversa mole de que 2018 não vai se repetir. Conheço uma meia dúzia de político que bateu de frente com a carreta ao se julgar o “bom da boca”. Um deles levou um tombo do próprio Rocha.
 
ACERTANDO
 
Falando em outubro, o deputado Léo Moraes tem se reunido com lideranças partidárias que possam agregar sua candidatura. Leo não adiante nada, mas confirma que alguns acordos já estão bem adiantados. Pelo menos para esta eleição ao governo, parece que Moraes não deverá decepcionar seus eleitores como fez na véspera do registro de candidatura para prefeito em 2020.
 
 
DIVULGAÇÃO
 
Um anônimo me pediu para divulgar sobre uma tal “Frente Rondônia Esquerda Unida” que pretende apoiar Lula e um nome forte ao Governo de Rondônia. A questão é que essa “Frente” me parece tão abstrata quanto os eventuais líderes que à ela são atribuídos.
 
POSTULANTES
 
Três nomes já estão confirmados como candidatos a deputado federal pelo Avante. Thiago Flores, Breno Mendes e Welisson Nunes. O partido que está fechado com Marcos Rocha ao governo deverá também lançar um nome ao Senado Federal.
 
FOGO
 
Frequentadores de uma academia localizada na avenida Amazonas com rua 06, zona Leste de Porto Velho, levaram um susto na manhã desta segunda-feira, 31. Um reator da rede de iluminação pública pegou fogo e deixou em chamas o poste de energia.
 
 
FOGO 2
 
Os bombeiros e a Energisa foram chamados e a situação foi resolvida. Na verdade quem deveria ter sido acionada é a Emdur, já que o problema surgiu em equipamento da iluminação pública.
 
FOGO 3
 
Tanto a Emdur como a prefeitura não divulgaram nenhuma explicação sobre o incidente, que poderia ter tomado proporções maiores e até mesmo ter comprometido a abastecimento de energia na região.
 
 
POUCO CASO
 
Sobre a Emdur é impressionante a mudança da água pro vinho que ocorreu na Empresa de Desenvolvimento Urbano de Porto Velho. O atual gestor, Gustavo Beltrame, que consta na folha de pagamento da prefeitura com um salário de alto padrão, não responde questionamentos e muito menos se dá o trabalho de explicar algo quando questionado. 
 
 
AlÔ PREFEITO!!!!!
 
Postura completamente oposta do ex-diretor Thiago Tezzari, que além de fazer questão de mostrar pra sociedade que a Emdur existe e não é um cabide de emprego, não deixava a imprensa sem explicação quando questionado.
 
DE VOLTA
 
Após um período de descanso voltamos ao nosso compromisso diário com os leitores. Espero que todos que nos acompanham estejam bem e cuidando da saúde como deve ser.  
 
Direito ao esquecimento

Você acredita que a gestão da Segurança Pública (Sesdec) em RO está sendo competente no combate ao crime no estado?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS