ESPAÇO ABERTO: TCE faz alerta para problema grave anunciado há bastante tempo

ESPAÇO ABERTO: TCE faz alerta para problema grave anunciado há bastante tempo

Foto: Ilustrativa

REALIDADE
 
Até o mais cético servidor público estadual já sabia do problema que muita gente fazia de conta que não existia. O IPERON havia entrado em um abismo e era questão tempo para a situação chegar ao extremo.
 
SEM DINHEIRO
 
Agora o Tribunal de Contas do Estado (TCE) traz a confirmação de que o Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Rondônia (Iperon) pode não ter dinheiro para pagar seus aposentados e pensionistas a partir do ano que vem.
 
 
 
 
FUNDAÇÃO
 
O Iperon foi criado em 1984, mas só começou a existir mesmo em outubro de 1986, quando teve a denominação de Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia. 
 
DESGRAÇA
 
Na primeira gestão, foi nomeado pelo então governador Jerônimo Santana um advogado goiano como presidente. Pouco tempo depois, surgiu o primeiro escândalo de corrupção. 
 
AÇÃO
 
O próprio TCE teve que agir e obrigou os familiares do advogado a devolverem dinheiro desviado dos cofres do Iperon.
 
40 ANOS
 
Em quatro décadas, já foram registradas inúmeras denúncias de corrupção. O crime mais comum seria o recolhimento de contribuição sem o repasse para o instituto.
 
ALERTA
 
O conselheiro do TCE, Edilson Silva, é relator de um processo que tenta amenizar a grave crise do Instituto. Ele enfatiza que é preciso também apoio do governador Marcos Rocha. 
 
CATEGORIAS
 
O conselheiro argumenta que o Iperon não paga os vencimentos somente de servidores públicos mais “comuns”, como policiais civis, militares, professores, médicos, enfermeiros, etc.
 
ALTO ESCALÃO
 
Na lista também estão juízes, desembargadores e promotores. Se o caos chegar de vez, afeta todo mundo.
 
DETERMINAÇÃO
 
Edilson Silva pondera: “Se a reforma da previdência estadual não for feita de forma adequada, como já ordenou o Tribunal de Contas, o Iperon sofrerá mais à frente outro baque".
 
EQUÍVOCO
 
O conselheiro afirma que o Governo teria concedido benefícios e direitos onde não há recursos, nem suporte técnico e jurídico.
 
CIFRA
 
Segundo informações do conselheiro da corte de contas, a dívida do Iperon está em 15 bilhões de reais. Ou seja: quase duas vezes o orçamento total do Governo do Estado para 2021, que ficou em R$ 8,6 bilhões.
 
OUTRO LADO
 
A assessoria de comunicação do Iperon, prometeu uma resposta sobre o assunto. Até  o fechamento da coluna a nota não foi enviada.
 
COMEMORAÇÃO
 
O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), anunciou ontem a empresa vencedora que realizou os estudos para o projeto de abastecimento de água e esgoto na capital.
 
 
PENITÊNCIA
 
Hildon disse que na questão do abastecimento de água, entre as 100 maiores cidades brasileiras, Porto Velho está na posição 98. Já entre as capitais, é a pior.
 
UM HORROR
 
O prefeito afirma que a pouca água que existe é insuficiente, intermitente e de péssima qualidade. De cada quatro casas portovelhenses, três não recebem água tratada, destacou ele.
 
INTERESSADOS
 
Segundo o prefeito, foi aberta uma Proposta de Manifestação de Interesse (PMI) para a apresentação de projetos, onde várias empresas nacionais e internacionais manifestaram a vontade de participar no planejamento da rede de água e esgoto.
 
GIGANTES
 
Palavras do prefeito: “As três maiores da América Latina pediram autorização e foram deferidas. Esta foi a primeira etapa deste longo processo!". 
 
DEMORADO
 
Hildon esclareceu também que foram feitos estudos que levaram mais de ano. Esses estudos foram apresentados em forma de audiência pública. A Proposta de Manifestação de Interesse [PMI] engloba Porto Velho e todos os distritos.
 
 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS