BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Apoios já confirmados no segundo turno fortalecem candidatura de Hildon

Confira a coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

19 de Novembro de 2020 às 09:20

Atualizada em : 19 de Novembro de 2020 às 14:20

Foto: Divulgação

CORONEL RONALDO
 
O candidato do Solidariedade faz hoje, às 15 horas, o anúncio de apoio oficial para a candidatura de Hildon Chaves no segundo turno. Coronel Ronaldo ficou em quarto lugar no primeiro turno com 16 mil 750 votos.
 
FORTALECIDO
 
Hildon Chaves já tinha anunciado na segunda à noite o apoio de Vinicius Miguel para sua candidatura. Vinicius foi o terceiro colocado na eleição com 29 mil 369 votos.
 
IDEOLOGIAS
 
Em entrevista para o Rondoniaovivo ontem, Hildon Chaves disse que o apoio de Vinicius e Ronaldo era muito bem-vindo. Segundo o candidato, ambos apresentaram projetos positivos para Porto Velho durante a campanha.
 
SOMAR
 
Hildon enfatizou que não vê problema nenhum em colocar em prática, caso venha a ser reeleito, propostas inovadoras apresentadas pelos novos aliados.
 
RESPEITO
 
Outro ponto destacado pelo prefeito, foi a campanha limpa e respeitosa praticada pelos candidatos do Cidadania e Solidariedade. Chaves afirmou que ambos se preocuparam em apresentar ideias em vez de ofensas e mentiras no primeiro turno.
 
PICARETAGEM
 
Para Deus, devemos agradecer pela vida, saúde e o pão de cada dia. Simples assim. Qualquer outra manifestação fora desses princípios é vigarice.
 
ÁLCOOL E FUMO
 
O IBGE divulgou ontem (18) os resultados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), que traz, entre outras informações, sobre o consumo de bebidas alcoólicas, tabagismo e hábitos alimentares. 
 
 
CONSUMO MAIOR
 
A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), referente ao ano de 2019, apontou que 15% da população de Rondônia com mais de 18 anos declaram consumo abusivo de bebida alcoólica.
 
QUASE 5%
 
O índice é maior que o registrado em 2013: 11,1%. Porto Velho também apresentou aumento neste quesito: em 2013, eram 8,3% da população maior de idade e a proporção foi para 17,4% em 2019. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) caracteriza como consumo abusivo a ingestão de cinco ou mais doses de bebida em uma mesma ocasião.
 
AMBOS OS SEXOS
 
Tanto homens quanto mulheres aumentaram seus índices de consumo abusivo de álcool. Em 2013, 17,7% dos homens rondonienses consumiram bebida alcoólica de forma abusiva, proporção que subiu para 23,7% em 2019. Já as mulheres apresentavam taxa de 4,9%, em 2013, e passaram para 6,7% em 2019.
 
NA CAPITAL
 
Em Porto Velho, em 2019, 26,4% dos homens com mais de 18 anos e 9,3% das mulheres declararam consumo abusivo de álcool.
 
MAIS CONSCIENTES
 
Apesar do aumento em número absoluto, diminuiu a proporção de motoristas rondonienses que tinham ingerido álcool antes de dirigir. Em 2013, 26,4% das pessoas que dirigiram declararam que tinham bebido antes. Já em 2019, esta proporção foi para 18,1%. Os homens são maioria neste quesito: 22,8% contra 5,9% das mulheres que dirigiram.
 
FUMO
 
Já em relação ao tabagismo, a PNS mostrou que a proporção de fumantes diários de tabaco teve uma pequena queda entre 2013 e 2019 (de 9,9% para 9,4%) em Rondônia. 
 
FORÇA DE VONTADE
 
O número de pessoas que tentaram parar de fumar teve aumento mais representativo neste período. Eram 69 mil fumantes que tinham tentado parar de fumar, representando 45,8%, passando para 72 mil, que representou 51,1%. Dos rondonienses que tentaram parar de fumar em 2019, dez mil utilizaram aconselhamento de profissional de saúde.
 
FUMANTES EM PORTO VELHO
 
Em Porto Velho, houve aumento no número de fumantes entre 2013 e 2019, passando de  25 mil para 36 mil, sendo os homens a maioria (24 mil fumantes). O número de pessoas que tentaram parar de fumar também aumentou na capital. Em 2013, 18 mil fumantes tentaram parar de fumar e, em 2019, este número foi de 26 mil.
 
FUMANTES PASSIVOS
 
A Pesquisa mostrou ainda que 88 mil rondonienses não fumantes eram expostos ao fumo passivo em casa e 48 mil em local fechado de trabalho. Em relação a Porto Velho, estes números foram de 26 mil e 13 mil.
 
ALIMENTOS
 
Em relação ao consumo de alimentos ultraprocessados em 2019, a PNS mostrou que Rondônia é o estado da Região Norte com menor ingestão deste tipo de produto, com uma proporção de 8,8% da população com mais de 18 anos.
 
MAIS FEJÃO 
 
A Pesquisa revela também que, entre as Unidades da Federação (UF) da Região Norte, Rondônia tem a maior proporção de pessoas com mais de 18 anos que consomem feijão regularmente: 81,7%.
 
MENOS PEIXE
 
Em relação ao consumo de peixe, em Rondônia, houve uma queda no número de pessoas que consumiam este tipo de proteína entre os anos de 2013 e 2019. Em 2013, 726 mil pessoas com mais de 18 anos declararam o consumo de peixe pelo menos uma vez por semana, o que representava 61% da população-alvo. Já em 2019, 629 mil rondonienses (50,1%) com mais de 18 anos consumiram este produto.
 
NA ERA DIGITAL
 
Uma das campanhas mais participativas do Brasil, o Papai Noel dos Correios, este ano vai ser digital. Em função da pandemia, este ano a estatal promoveu adaptações para assegurar a realização, com segurança, desse grande projeto social do país.
 
O QUE MUDA
 
As principais mudanças foram no recebimento das cartinhas - que ocorrerá, prioritariamente, de forma virtual - e na adoção dos pedidos das crianças, que será 100% online e digital, por meio do Blog do Papai Noel dos Correios.
 
PROCEDIMENTO
 
Podem participar da campanha crianças de até 10 anos de idade em situação de vulnerabilidade social. As cartinhas devem ser manuscritas e, depois, fotografadas ou digitalizadas para envio ao Blog da campanha. É importante enviar uma imagem nítida para que a mensagem possa ser lida e compreendida pelo Papai Noel.
 
TRIAGEM
 
As cartas que atenderem aos critérios estabelecidos pela ação serão disponibilizadas para adoção no Blog da campanha. A iniciativa também contempla cartinhas enviadas por alunos da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e por crianças acolhidas em creches, abrigos e núcleos socioeducativos.
 
ADOÇÃO
 
Para atender aos protocolos sanitários de prevenção à Covid-19 e evitar aglomerações, este ano a adoção de cartas será feita somente pela internet. Padrinhos e madrinhas devem acessar o Blog do Papai Noel dos Correios e clicar em "Adotar Agora"; com base na localidade informada, serão disponibilizadas as cartinhas e as sugestões de locais para entrega dos presentes.
 
CORREIO ELETRÔNICO
 
Os padrinhos receberão no e-mail cadastrado a confirmação da adoção. Para visualizar as cartinhas adotadas, basta acessar a página de adoção online pelo Blog e clicar na seção “Minhas Cartas”.
 
PRESENTES
 
A entrega dos presentes será feita presencialmente, sempre com atenção especial aos protocolos de segurança, como o uso de máscaras, e evitando aglomerações. É possível consultar os pontos de entrega - unidades dos Correios - no Blog da campanha.
 
LOGÍSTICA
 
As datas, locais e horários de funcionamento dos pontos de entrega podem variar em cada Estado. Todas as informações estão disponíveis no endereço http://blog.correios.com.br/papainoeldoscorreios. 
 
COBRANÇA PARA O GOVERNO
 
O deputado Dr. Neidson (PMN) disse ontem que é grave para a população a situação dos servidores da saúde do Estado que estão entrando em greve pela demora na apresentação de um novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários.
 
 
JÁ HOUVE DEBATE
 
O parlamentar lembrou que a situação já foi discutida na Comissão de Saúde, mas o Governo do Estado perdeu o prazo para a apresentação do projeto e os servidores ainda não receberam nenhuma resposta. 
 
TARTARUGA
 
Já aderiram à greve os enfermeiros, nutricionistas, servidores administrativos da saúde e ainda nas próximas horas os médicos deverão decidir se irão aderir também. Dr. Neidson explicou que os servidores não deixarão de atender a população nos serviços essenciais, mas irão atuar com equipe reduzida.
 
OUTRO LADO
 
A SESAU informou em nota que repudia o movimento grevista sem motivo justo em plena pandemia. A nota reforça ainda que a greve pode interromper a negociação do PCCR que já estava avançada.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS