BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ESPAÇO ABERTO: Cuidado redobrado para quem esteve com taxista morto pelo coronavírus

Confira a Coluna de Cícero Moura

CÍCERO MOURA/RONDONIAOVIVO

10 de Abril de 2020 às 08:31

Atualizada em : 10 de Abril de 2020 às 08:31

Foto: Divulgação

CONFIRMOU
 
 
O Lacen ( Laboratório Central do estado ) informou que o exame do material coletado no taxista Aparecido Rodrigues Lopes atestou como positivo para o coronavírus. Leitores da coluna escreveram dizendo que um pavor geral tomou conta de taxistas que trabalhavam com Aparecido na rodoviária da capital e seus vizinhos em uma vila de apartamentos no  bairro Nova Porto Velho.
 
 
MONITORAMENTO
 
 
A Secretaria Municipal de Saúde informou que as pessoas precisam ficar em casa, tanto taxistas como vizinhos que tiveram contato com Aparecido. A Semusa esclarece que a quarentena é fundamental nesse momento, para que as pessoas aguardem, se houver, a manifestação dos sintomas da doença.
 
 
PRECISAVA TRABALHAR
 
 
Vizinhos e colegas de Aparecido afirmaram que mesmo ele tendo sido orientado na UPA para ficar em casa, pois poderia estar infectado com o coronavírus, resolveu ir trabalhar. A alegação era de que precisava pagar a prestação do carro.
 
 
NOTIFICAÇÃO
 
 
A Prefeitura de Vilhena informou que o Conselho Tutelar do Município vai notificar os pais e chamar a polícia, se for o caso,  se crianças e adolescentes forem encontrados promovendo aglomerações em locais públicos.
 
 
ALERTA
 
 
A medida é para reforçar que as recomendações de segurança quanto ao coronavírus  sejam respeitas. A Prefeitura de Vilhena diz que nesse momento e muito importante seguir à risca as recomendações do isolamento social.  
 
 
SEM IDENTIFICAÇÃO
 
 
No Acre, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), divulgou que quatro novos casos de coronavírus foram confirmados no Acre. Nesta  quinta-feira, 9, o número oficial de casos no estado chegava a 62. O que chamou atenção, pela primeira vez, é que foram registrados os primeiros dois casos de contaminação comunitária ou sustentada, quando a transmissão do vírus é feita por fontes não identificadas.
 
 
SERVIDOR E EMPRESÁRIO
 
 
São eles um agente penitenciário,31 anos, que não sabe dizer de quem contraiu o vírus e de um administrador de empresas, 51, que está internado em hospital de Rio Branco tratando de outra enfermidade que não era Covid-19.
 
 
EFEITO IMEDIATO
 
 
Logo depois de o Rondoniaovivo ter divulgado a fala indignada do presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Laerte Gomes, reclamando de incompetência na gestão do Departamento de Estradas de Rodagem, as redes sociais do governador Marcos Rocha repercutiram a assinatura da ordem de serviço para o aeroporto de Cacoal, ocorrida na terça-feira,7.
 
 
12 MESES
 
 
O Governador informou que o empreendimento custará  5 milhões e meio e que os trabalhos deverão estar concluídos em um ano. O episódio chama a atenção em dois pontos. O deputado Laerte teve a paciência testada ao limite quando subordinados do governador não o atenderam e nem retornaram suas chamadas e mensagens. Já o governador em sua live mostrou uma iniciativa que, aparentemente, teria sido somente dele, sem a intervenção de políticos da região de Cacoal.  
 
 
NA PRIMEIRA PESSOA
 
 
Muita gente achou estranho o vídeo do governador Marcos Rocha, pois ele deu a  entender que foi iniciativa própria o empenho para as melhorias de infraestrutura no aeroporto de Cacoal. Marcos Rocha teria “esquecido” de citar que a verba do empreendimento é Federal e que a prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues, e o deputado Cirone Deiró, estavam há mais de ano correndo atrás da licitação para início imediato da obra.
 
 
CAPITAL FEDERAL
 
 
No dia 09 de julho do ano passado, o deputado Cirone Deiró e a prefeita de Cacoal, Glaucione Rodrigues, acompanharam em Brasília, na Secretaria de Aviação Cívil, a assinatura da autorização para que o governo do estado fizesse a licitação da obra de ampliação do terminal do aeroporto de Cacoal.  
 
 
CHEGOU A TER DATA DE ASSINATURA
 
 
Seguindo o trâmite legal, que envolve o destaque para a realização de obras de grande porte, o governo chegou a marcar a data de 19 de março para a assinatura da ordem de serviço referente ao aeroporto de Cacoal.  Por causa do coronavírus a solenidade teve que ser adiada. 
 
 
SEM REAGENDAMENTO
 
 
Na expectativa de receber a nova data para a assinatura do documento, os envolvidos no processo acabaram sendo surpreendidos com a postura do governador.
 
 
LIVRO SOBRE NAZARÉ
 
 
A obra Mito e Identidade em Nazaré-RO, uma leitura pós-colonial das manifestações culturais de uma comunidade ribeirinha, de Simone Norberto, será lançada virtualmente neste sábado, durante uma live organizada pelo grupo musical Minhas Raízes, um dos inspiradores do estudo.
 
 
PRÊMIO
 
 
A dissertação, defendida na Universidade Federal de Rondônia (Unir), sob a orientação de Miguel Nenevé, foi agraciada com o prêmio de dez mil reais do Edital de Literatura da Sejucel – Governo do Estado de Rondônia - para editar a obra, que a partir de agora será distribuída para a população. 
 
 
NAZARÉ ENCANTADA
 
 
A dissertação também resultou em um documentário, o Nazaré Encantada, já exibido em diversos eventos. A diretora destaca a pré-estreia, ocorrida durante o festival de Nazaré, com um momento especial, no qual a comunidade ficou emocionada ao se ver na tela.
 
 
RENDA CAIU
 
 
Quatro em cada cinco moradores de favela já tiveram redução de renda por conta da pandemia de coronavírus. Metade não tem água corrente em suas casas para lavar as mãos. Sabão ou sabonete são itens de luxo para 13% das famílias. E 71% acreditam que o isolamento social é necessário. Essas são algumas das conclusões do Data Favela, levantamento feito pela Locomotiva com moradores de favelas em todos os estados brasileiros.
 
 
NO DÉBITO PELA INTERNET
 
 
A Cielo está tentando convencer redes varejistas a ampliarem a aceitação de cartão de débito nas compras feitas pela internet, como forma de participarem do fluxo do auxílio emergencial liberado pelo governo para enfrentar a epidemia de Covid-19.
 
 
APROVADO
 
 
A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (9) um projeto de lei que determina a inscrição automática de famílias de baixa renda como beneficiárias da Tarifa Social de Energia Elétrica. O texto segue agora para análise do Senado.
 
 
EXISTE HÁ 10 ANOS
 
 
Criado pelo governo federal e em vigor desde 2010, o programa corresponde a um desconto na conta de energia concedido nos primeiros 220 quilowatts-hora (kWh) consumidos mensalmente por clientes residenciais. O desconto varia de acordo com a faixa de consumo de energia. Quanto menor for o consumo, maior será o desconto na fatura.
 
 
COMO PROCEDER
 
 
Atualmente, os interessados precisam solicitar a inscrição por telefone ou dirigir-se à distribuidora. Segundo o relator do projeto, deputado Leo Moraes (Podemos-RO), muitas vezes, os consumidores que cumprem os requisitos exigidos não têm conhecimento de seu direito e deixam de receber o benefício.
 
 
QUEM PODE SER BENEFICIADO
 
 
Pelo texto, o benefício pode ser dado as famílias que estão inscritas no CadÚnico, com renda familiar mensal, por pessoa, menor ou igual a meio salário mínimo nacional; recebedoras do Benefício da Prestação Continuada (BPC), pago a idosos e pessoas com deficiência; ou inscritas no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos, com pessoa portadora de doença ou patologia em que o tratamento ou procedimento médico exija o uso continuado de equipamentos que funcionam com energia elétrica.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

NOVA DATA: Após adiamento, confira como fica o cronograma do Enem

Ministro da Educação anuncia, por meio de rede social, adiamento do prazo para se habilitar à prova. Pagamentos podem ser feitos até um dia depois da data final para garantir a participação. Até o meio-dia de ontem, mais de 5 milhões de pessoas tinham feito o cadastro

23 de Maio de 2020 às 10:36