ELEIÇÕES: Marcos Rocha defende transparência e combate à corrupção

Medidas foram defendidas momentos antes de assinar o pacto pela democracia da OAB/RO

ELEIÇÕES: Marcos Rocha defende transparência e combate à corrupção

Foto: Divulgação

 
Medidas que vão ao encontro da transparência na administração para que Rondônia continue avançando no desenvolvimento, bem como ao combate à corrupção e fake news foram veemente defendidas pelo candidato ao governo do Estado, coronel Marcos Rocha (União Brasil) momentos antes de assinar o Pacto em Defesa da Democracia e Combate à Desinformação nas Eleições 2022, apresentado pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO), durante evento realizado na noite da última terça-feira, em transmissão ao vivo, com a presença de outros candidatos aos cargos majoritários no Estado. 
 
Ao iniciar o evento, o presidente da OAB/RO, Márcio Melo Nogueira fez a leitura do manifesto à nação em defesa da democracia. “A ordem tem cumprido o papel fundamental à democracia do País. Temos uma luta incessante pela democracia e por isso recentemente, o presidente nacional da Ordem propôs a todos os presidentes das seccionais o manifesto. Registro a posição da OAB nas eleições 2022, que seguirá cumprindo e representando a democracia, sendo guardiã do Estado de direito. Viva o Brasil, Viva a democracia”, disse o presidente. 
Ao fazer uso da palavra, coronel Marcos Rocha cumprimentou a todos os presentes ao evento considerado extremamente importante para fortalecer o Estado destacando, ainda, a atuação da OAB/RO que está trabalhando firme pela democracia.
 
Coronel Marcos Rocha trouxe à tona algumas medidas que compõem o plano de governo, enfatizando que, sendo reeleito, continuará reforçando apoio ao fortalecimento à advocacia em Rondônia. “O Pacto em Defesa da Democracia e Combate à Desinformação é importante em todo o País e temos a convicção de uma administração transparente”, conceituou.
 
RONDÔNIA SE DESENVOLVE 
 
O candidato pelo União Brasil pontuou que logo em 2019, quando iniciou o processo de governar o Estado - comprovou que a sociedade tinha um desejo de transformar Rondônia, saindo da velha política. “Venho lutando contra a corrupção, sendo o que mais combati durante todo esse tempo no governo. O Estado de Rondônia é visto por bons olhos no cenário nacional e internacional, em geração de oportunidades”, argumentou. 
 
Marcos Rocha deixou claro que não mediu esforços para apresentar à população uma política verdadeira em prol de Rondônia. “Não conseguimos fazer tudo, ou seja, qualquer um que falar que vai conquistar tudo não é verdade. Mas conseguimos avançar sim. Compramos um hospital ao contrário de alguns Estados que alugaram um de lona nesses dois anos de luta contra a covid-19. Fico honrado de poder olhar nos olhos de cada um dos senhores e senhoras e ter a alegria de poder andar pelas ruas em paz e agradecido a Deus por tudo que tem proporcionado na minha vida. Rondônia não pode retroceder. Precisamos sim continuar no caminho certo do desenvolvimento”, enfatizou o coronel Marcos Rocha, reforçando novamente seu nome nesse pleito.  
 
Antes de encerrar as palavras, coronel Marcos Rocha destacou o apoio total à OAB/RO e enfatizou a todos os presentes, além dos que acompanharam a transmissão ao vivo; o compromisso de continuar governando o Estado com transparência e ética.
 
OBSERVATÓRIO 
 
Durante o evento também foi apresentado o Observatório das Eleições 2022, da própria OAB/RO, presidido pelo conselheiro seccional Paulo Vasconcelos. O intuito é acompanhar todo o processo eleitoral no âmbito estadual, mantendo contato e diálogo com o Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Rondônia, com coligações, federações partidárias, partidos, candidatos e cidadãos em geral, nos casos em que houver necessidade de atuação.
 
Ao encerrar o evento, o conselheiro seccional Paulo Vasconcelos, pontuou que todos os candidatos ao governo do Estado celebram o presente Pacto, cuja finalidade é firmar compromisso à defesa do regime democrático, assim como firmar o combate à desinformação. Ele ainda argumentou para que se proponha uma comunhão de esforços de todos, com princípios éticos.
Direito ao esquecimento

Você acredita que o Brasil pode ser campeão da Copa do Mundo do Catar, que será realizada esse ano?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Sindetran RO

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS