PUNIÇÃO: Breno Mendes defende castração química de estupradores

Manifestação aconteceu após flagrante de médico anestesista estuprar mulher durante trabalho de parto no RJ

PUNIÇÃO: Breno Mendes defende castração química de estupradores

Foto: Divulgação

As cenas chocantes do médico anestesista Geovanni Bezerra estuprando uma mulher durante o trabalho de parto no último domingo (10), no Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, região metropolitana do Rio de Janeiro (RJ), motivaram o pré-candidato a deputado federal pelo Avante, advogado Breno Mendes, a se manifestar sobre o crime.

 

Mais conhecido como Fiscal do Povo e conhecedor das leis como operador do Direito, ele defende a alteração legislativa para coibir esse crime bárbaro.

 

Defendo a alteração do parágrafo primeiro, do artigo 217-A, acrescentando que quem pratica estupro contra pessoa que está internada para fazer parto ou qualquer outra cirurgia com aumento da pena para reclusão de 20 a 30 anos de prisão sem progressão de regime”, destaca ele.

 

Breno ainda pede “a castração química e perda de todo patrimônio do criminoso em favor da vítima. Hoje, a lei trata sobre pessoas com enfermidade ou deficiência mental, com pena de prisão de 08 a 15 anos e ainda não admite a castração química no Brasil”.

Direito ao esquecimento

Com a chegada de Ivo Cassol, em quem você votaria para o Governo de RO?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS