ABC...ZÔNIA: Especialistas em educação infantil lançam livros com a temática em Porto Velho

Segundo as autoras, os livros são baseados na cultura amazônica, em especial, aqui da região do Rio Madeira e da Madeira Mamoré

ABC...ZÔNIA: Especialistas em educação infantil lançam livros com a temática em Porto Velho

Foto: Divulgação

No início da semana, duas professoras doutoras da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e a Secretária Municipal de Educação, todas especialistas em educação infantil, lançaram suas obras literárias com temática infantil voltada para o público escolar do ensino infantil e fundamental em Porto Velho.

 

Nair Gurgel, Marta Chaves e Gláucia Negreiros foram prestigiadas por centenas de pessoas no evento de lançamento dos livros “ABCzônia... Dicionário Zoocultural da Amazônia”, “Versos para brincar de aprender” e “Meu porto, minha velha”, de autoria da secretária municipal de educação, Gláucia Negreiros. O público presente foi formado em sua maioria por professores e gestores da rede municipal de ensino. Quem também compareceu para prestigiar o evento foi o prefeito Hildon Chaves e a primeira-dama, Yêda Chaves, além de professores e doutores da Unir.

 

 

“As duas autoras doutoras da Unir, professora Nair Gurgel e Marta Chaves, já escreveram a sua história na educação em Porto Velho e eu me sinto honrado de estar aqui junto, mas a Gláucia Negreiros, por ser muito nova ainda, está escrevendo o seu nome na história da educação e eu tenho muito orgulho disso, pois ela é a minha titular na pasta de educação e essa noite, com o lançamento desse livro, reflete diretamente no seu ótimo trabalho pelo ensino infantil e fundamental”, frisou o prefeito Hildon na apresentação.

 

Segundo as autoras, os livros são baseados na cultura amazônica, em especial, aqui da região do Rio Madeira e da Madeira Mamoré. A escritora Gláucia Negreiros, que está  estreando sua primeira obra literária, conta em seu livro as lembranças do passado vivido com a sua vó, que falava de forma lúdica sobre a origem da cidade de Porto Velho, com a construção da estrada de ferro e seus trabalhadores estrangeiros, os ciclos da borracha, da imigração e do garimpo e mais uma porção de informações que enriquecem a nossa cultura e faz a imaginação dos leitores mirins ir mais além.

 

“Todo o livro está muito bem ilustrado por um artista daqui da região, ele foi criado a partir de minhas vivências familiares com a minha mãe e minha avó, esse dia de hoje é muito especial, pois estou realizando um sonho e tenho certeza que essa experiência vai inspirar muitas mentes em expansão como é o caso do público infantil e o adulto envolvendo pais e filhos”, explicou Gláucia.

 

A professora doutora Nair Gurgel resolveu escrever sobre as linguagens faladas pela população amazônica daqui da Capital porque segundo conta, é uma das identidades da nossa população nativa. “O dicionário ABCzônia é enriquecido por palavras que formam frases muitas vezes bem-humoradas e traduz o dia-a-dia dos porto-velhenses nas mais diversas situações”, comentou.

 

Já a escritora Marta Chaves, professora e escritora paranaense que veio residir aqui nas terras de Rondon para lecionar na Universidade Federal de Rondônia, reuniu poesias em sua obra literária envolvendo a linguagem infantil que incentiva os pequenos leitores a aprender brincando durante a sua passagem pelo ambiente escolar. “A poesia é uma ferramenta perfeita para aproximar as crianças ao mundo das letras e um meio muito valioso para adquirir conhecimentos de uma maneira divertida, já que para eles é como uma brincadeira”, completou.

 

As três autoras lançaram livros que podem ser compartilhados entre pais e filhos, assim como também nas escolas, como forma didática de aprender usando a ferramenta da leitura voltada para a cultura local e universal da imaginação infantil construtiva e focada na educação. Quem tiver interessado em adquirir exemplares é só fazer contato pelas redes sociais na plataforma do instagran, cujo perfil é acessado pelo próprio nome das autoras.

 

Autor do texto: Geri Anderson

Postado por Emília Araújo

Direito ao esquecimento

Você acredita que candidatos evangélicos são realmente ungidos de Deus ou são “ungidos” do pastor?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS