BIRA LOURENÇO: Laboratório Sonoro do Universo amazônico, uma experiência sonora

Oficinas online que propõe uma imersão nas sonoridades amazônicas com apoio do Rumos Itaú Cultural 2019-2020 será exibida em três episódios em abril; primeira parte será nesta quarta-feira

BIRA LOURENÇO: Laboratório Sonoro do Universo amazônico, uma experiência sonora

Foto: Divulgação

O som é a matéria prima do percussionista Bira Lourenço, um artista amazônida que se
dedica a pesquisar e realizar experimentos a partir de elementos sonoros que permeiam o
nosso cotidiano. No álbum SONS DE BEIRA - disponível em todas as plataformas digitais-,
lançado em parceria com o músico Catatau Batera, pode-se encontrar um percurso sensível e
provocativo das sonoridades do universo amazônico.
 
 
No projeto apoiado pelo Rumos Itaú Cultural, a experiência sonora acontece através da
Oficina “LABORATÓRIO SONORO DO UNIVERSO AMAZÔNICO”, na qual o
pesquisador apresenta, em 3 episódios, uma imersão sonora explorando as sensações, a
percepção e a memória. Por esta tríade o artista descortina o processo de criação artística com
base no que sentimos ao ouvir determinados sons, como os percebemos e acionamos o acervo
sonoro de nossas lembranças.
 
 
No primeiro episódio, que será exibido dia 6 de abril, a oficina vai tratar do tema
SENSAÇÕES, onde serão apresentados alguns percursos da construção do espetáculo SONS
DE BEIRA, com a utilização de elementos sonoros diversos na composição das peças, os
quais foram pesquisados, experimentados e elaborados, sempre com referência na busca do
que sentimos nas vivências sonoras, uma leitura artística, uma interpretação a partir das
sensações experimentadas e as que pretende provocar com o resultado da construção
elaborada. É o contar algo através das sensações percebidas, a dramaturgia dos sons
produzindo novo material sonoro também para novas provocações.
 
 
A PERCEPÇÃO permeia o segundo episódio (exibido em 7 de abril), pois a ela está
diretamente associada a forma como processamos cognitivamente os estímulos que recebemos
pelos órgãos do sentido. Traz ainda uma abordagem sobre o cultivo da escuta do nosso
entorno, numa forma mais atenta de perceber as vibrações sonoras e processar as sensações
percebidas.
 
 
O tema MEMÓRIA finaliza a oficina no terceiro episódio (e que será exibido no dia 8
de abril), considerando que as sensações provocadas pelos sons que percebemos nos levam ao
que guardamos em nossa memória e atiça nossa imaginação. São caminhos repletos de
conhecimento, histórias, sentimento de pertencimento, afetividades, estéticas que estimulam o
espírito criativo, e, ainda, estabelecem as conexões entre os ‘arquivos’, religam experiências
sonoras significativas que criam a dramaturgia das nossas vidas.
 
 
Em cada episódio serão apresentadas peças do espetáculo SONS DE BEIRA, além de
propostas de experimentos sonoros que o público poderá realizar no lugar em que estiver
assistindo. Para Bira Lourenço, “... há sons impregnados de dramaturgias, histórias que
carregamos na memória”.
Quando?
 
 
As oficinas serão transmitidas em três episódios, nos dias 06, 07 e 08 de abril e ficarão
disponíveis Site (biralourenco.mus.br) e canal do artista do youtube
(biralourenco@youtube).
 
 
Quem é Bira Lourenço?
 
 
Bira Lourenço Percussionista, pesquisador e manipulador de sons, nascido em Porto
Velho-RO, licenciado em Música pela UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul,
atuou como professor de percussão em projetos educacionais direcionados a alunos de escolas
públicas, portadores de necessidade educacionais especiais, formação de professores e
ressocialização de apenados e egressos do sistema penal. Tem participações em vários
registros fonográficos, ressaltando o Cd “Cordas e Barros” de Ceiça Farias, onde desenvolveu
uma pesquisa de sonoridades em instrumentos e objetos de barro.
 
 
Já realizou vários trabalhos associados ao Teatro, em pesquisa sobre a dramaturgia
sonora, como “Filhas da Mata” (selecionado pelo Projeto Palco Giratório/2010), “Varadouro”
(Rumos Itaú Cultural/2011) e “A Borracheira (Rumos Itaú Cultural/2019). Através de
pesquisas sonoras, concebeu o espetáculo SONS DE BEIRA, uma obra percussiva registrada
no álbum SONS DE BEIRA, disponível em todas as plataformas digitais. Com a pandemia,
passou a desenvolver oficinas online.
 
 
Sobre o Rumos Itaú Cultural
 
 
Um dos maiores editais privados de financiamento de projetos culturais do país, o Programa
Rumos, é realizado pelo Itaú Cultural desde 1997, fomentando a produção artística e cultural
brasileira. A iniciativa recebeu mais de 75,8 mil inscrições desde a sua primeira edição,
vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas 1,5 mil
 
 
propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o
desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de
pesquisa.
 
 
Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 7 milhões de
pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras
divulgaram os trabalhos selecionados.
 
 
Na última edição, de 2019-2020, os 11.246 projetos inscritos foram examinados, em uma
primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo
instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país. Em seguida, passaram por
um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar,
formada por 23 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo
gestores da própria instituição. Foram selecionados 92 projetos.
 
 
Autor: Geovani Berno
 
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS