BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

PROTAGONISTA: Atriz Aline Jones é sucesso na minissérie policial ‘Banalidade do Mal’

“Quero convidar todos de RO para assistirem”, diz. Aprodução com seis episódios vai ao ar pelo canal por assinatura Prime Box Brazil

Assessoria da atriz

05 de Fevereiro de 2021 às 09:31

Foto: Divulgação

A atriz Aline Jones é uma das protagonistas da minissérie ‘Banalidade do Mal’. Aline interpreta a policial Renata, na produção que vai ao ar nas terças-feiras, às 21h30, no canal Prime Box Brazil. O último dos seis episódios está marcado para o próximo dia 9 de fevereiro.

 

A eficiência em ano eleitoral no Brasil é uma tática já conhecida da gestão pública. Agentes encaram o peso da profissão para entender a diferença entre fazer o certo e cumprir a lei. Esse é o enredo da minissérie policial, dirigida por Fabio Canale.

 

“A minha personagem, Renata, é uma jovem buscando espaço e reconhecimento dentro do Departamento de Homicídios da Polícia Civil. Ela observa as atitudes dos colegas policiais Daniel e Postiga, analisando o tipo de conduta que cada um assume para resolver os crimes”, conta.

 

A atriz também ressalta que a “Banalidade do Mal” é um conceito da filósofa Hanna Arendt. “A série busca falar sobre esse ‘mal banal’ que somos cúmplices. Nos convém mais obedecer ordens do que tentar mudar o sistema”, diz.

Aline faz questão de convidar o público de Rondônia para assistir ao último capítulo da série. “Quero mandar um beijo especial para todos aí em Rondônia e convidá-los para assistirem à série ‘Banalidade do Mal’!  Tenho certeza de que vocês vão se surpreender com os mistérios e as aventuras!”.

 

Para quem ainda não assistiu, a minissérie tem reprises nas quartas-feiras, às 12h30; quintas-feiras, às 12h; sextas-feiras, às 5h30; aos sábados, às 8h30 e nas segundas-feiras, às 11h30.

 

Enredo


Atendendo ao chamado de um assassinato em uma lanchonete, os policiais Daniel (interpretado por Jiddu Pinheiro), Renata (Aline Jones) e Postiga (Vinícius Ferreira) iniciam a investigação sobre a morte de um garoto executado com 11 tiros, portador de R$ 10 mil e uma arma com número de série raspado. 

 

A delegada Martha (Liane Venturella) deixa claro que em ano de troca de comando, cada sindicância finalizada conta para dar a impressão de produtividade e o Caso Vitor deve ser encerrado o mais rápido possível.

 

Renata e Postiga atendem a outro chamado, de um policial militar assassinado na porta de casa. Surpreendem-se com o fato de o morto guardar arma que não é de uso da polícia e tem a mesma raspagem encontrada no Caso Vitor. O assassinato recebe andamento pela delegada, mas Daniel vaza informações ao Ministério Público, para que o inquérito volte para a Polícia Civil. 

 

Quando um terceiro corpo é encontrado portando arma com a mesma raspagem, os policiais decidem tomar decisões que vão além das regras e tentam desmantelar o tráfico de armas de qualquer jeito.

 

Serviço


Banalidade do Mal
Canal de TV por assinatura: Prime Box Brazil
Novos episódios: terças-feiras, às 21h30
Último episódio: 9 de fevereiro
Reprises: quartas-feiras, 12h30 | quintas-feiras, 12h | sextas-feiras, 5h30 | sábados, 8h30 | segundas-feiras, 11h30
Temporada: 6 episódios de 30 minutos
Classificação indicativa: 16 anos.

 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS