BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Banco Imobiliário está disponível ao público até o 17 deste mês

O filme pode ser visto no site Embaúba Filmes

Rondoniaovivo - edição

10 de Agosto de 2020 às 07:44

Atualizada em : 10 de Agosto de 2020 às 07:48

Foto: Divulgação

Nas capitais brasileiras, o crescimento desordenado das cidades tem despertado aberrações no mercado imobiliário. É cada vez mais comum o uso de artifícios para atrair compradores: o material publicitário transmite uma ideia de sonho, os apartamentos decorados são milimetricamente pensados para agradar possíveis compradores, a apresentação de novos imóveis é regada a regalias, e o ideal do mercado é comprar todas as casas e transformá-las em prédios, tudo isso em nome da moderna ocupação urbana desenfreada.

 

Em Banco imobiliário, longa de estreia do cineasta paulista Miguel Antunes Ramos, esse cenário é retratado com um olhar voltado para a voracidade dos corretores e empresários do ramo. Veja AQUI.

 

Ao longo de pouco mais de 60 minutos, o documentário aborda diferentes aspectos que envolvem questões como especulação imobiliária, mudança contínua e acelerada dos espaços urbanos, verticalização de bairros e crescimento desordenado.

 

A partir de uma montagem vertiginosa, os casos que se sucedem aos        olhos do espectador provocam até certo efeito cômico: cenas sobre promoção de imóveis e estratégias de venda podem levar ao riso. O resultado é um filme agradável, sobretudo se levada em conta a aridez do tema.

 

FONTE: UAI

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS