MINISTÉRIO DA ECONOMIA: Concurso oferece 590 vagas e inscrições são prorrogadas

Inscrições podem ser feitas até dia 08 de abril

MINISTÉRIO DA ECONOMIA: Concurso oferece 590 vagas e inscrições são prorrogadas

Foto: ILUSTRATIVA

 

As inscrições para o concurso Ministério da Economia foram prorrogadas. Segundo comunicado oficial, os registros vão até o dia 08 de abril de 2021. Com isso, o cronograma passou por adaptações e a data das provas foram alteradas.
 
De acordo com o edital de nº 5/2021 - ME, serão ofertadas 100 vagas imediatas para níveis médio/técnico e superior, além de 490 oportunidades em cadastro reserva. O concurso Ministério da Economia está sob responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IDIB), que foi escolhido por meio da dispensa de licitação nº 042/2020.
 
Detalhes sobre as vagas
 
Conforme o edital de nº 5 - ME, o concurso Ministério da Economia contempla o total de 590 vagas em caráter temporário. As oportunidades serão para profissionais de níveis médio/técnico e superior. Veja a distribuição dos postos:
 
Atividades Técnicas de Formação Específica - nível intermediário: oito vagas imediatas e 52 em cadastro reserva. Oportunidades para profissionais com curso técnico nas áreas de Administração, Contabilidade ou Informática. O salário é de R$ 1.700,00;
 
Atividades Técnicas de Complexidade Intelectual: quatro vagas imediatas e 36 em cadastro reserva. É necessário possuir graduação em Administração, Economia, Contabilidade ou Direito. Além disso, é necessário ter experiência superior a três anos em organizações públicas/privadas ou possuir título de pós-graduação lato sensu, mestrado ou doutorado na área. O salário é de R$ 6.130,00;
 
Atividades Técnicas de Suporte: 88 vagas imediatas para profissionais com graduação em qualquer área, além de 402 oportunidades em cadastro reserva. O salário é de R$ 3.800,00.
 
Os profissionais contratados irão atuar na Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (SEPEC), Secretaria de Políticas Públicas de Emprego (SPPE) e Subsecretaria de Supervisão e Estratégia (SUPE). A lotação dos classificados no concurso Ministério da Economia deverá ser em Brasília - DF, com jornadas de 40 horas semanais.
 
Como se inscrever
 
Após prorrogação, as inscrições poderão ser feitas até 08 de abril de 2021 (prazo previsto), especificamente pelo site da organizadora. Por conseguinte, as taxas de pagamento foram calculadas no valor de R$ 36,00 para nível superior e R$ 38,00 aos inscritos de nível médio/técnico. 
 
As isenções poderão ser solicitadas nos seguintes casos:
 
Candidatos que estiverem inscritos no CadÚnico e forem membros de família com baixa renda; e/ou
Doadores de medula óssea.
 
Quais serão as etapas
 
A avaliação dos candidatos se dará por meio de prova objetiva e prova de títulos. Todas as etapas serão realizadas em Brasília - DF.
 
Prova objetiva
 
A prova objetiva do concurso Ministério da Economia será composta por 60 questões de múltipla escolha, na qual os candidatos deverão responder conteúdos de:
 
Língua Portuguesa: 15 questões, com valor máximo de 15,0 pontos;
 
Ética na Administração Pública e Legislação: cinco questões, com valor máximo de 5,0 pontos;
 
Informática Básica: 10 questões, com valor máximo de 10,0 pontos;
 
Conhecimentos Específicos: 30 questões, com valor máximo de 60,0 pontos.
 
Essa etapa terá duração máxima de quatro horas e vai ser aplicada no dia 06 de junho de 2021 (prazo previsto e alterado após retificação publicada no dia 10 de fevereiro de 2021). Somente serão classificados aqueles que alcançarem pelo menos 50% de aproveitamento na nota da prova objetiva.
 
Prova de títulos
 
Os classificados na prova objetiva do concurso Ministério da Economia, por sua vez, poderão apresentar títulos e certificações para complementar a nota final. Todos os critérios de pontuação foram definidos por meio do edital de abertura.
 
Será possível garantir até 10,0 pontos nessa etapa classificatória. 
 
Prazo de validade 
 
O prazo de validade do concurso Ministério da Economia será de dois anos, a contar da data de publicação de sua homologação. O prazo em questão poderá ser prorrogado uma única vez por igual período.
 
Para mais informações, leia o edital no Diário Oficial da União (dia 08 de fevereiro de 2021, a partir da página 34).
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS