VÁRIOS CARGOS: Concurso Polícia Civil RO é autorizado com mais de 300 vagas

Salários podem variar entre R$3.332,46 e R$11.213,14

VÁRIOS CARGOS: Concurso Polícia Civil RO é autorizado com mais de 300 vagas

Foto: Divulgação

 

O novo concurso Polícia Civil RO está autorizado. A informação foi dada pela própria instituição, em suas redes sociais, na noite de quinta-feira, 10. Ao todo, estão previstas 379 vagas mais cadastro de reserva. 
 
Segundo a corporação, o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, autorizou o novo concurso, que deverá ocorrer no segundo semestre de 2021.
 
As oportunidades serão distribuídas pelas seguintes carreiras:
 
delegado (dez vagas);
médico legista (dez);
agente de polícia (175);
escrivão de polícia (120);
papiloscopista (50); e
técnico em necropsia (14).
 
Nos dois primeiros casos será necessário ter o nível superior, sendo o curso em Direito cobrado para delegados. Já as carreiras de agente, escrivão e de técnico exigem o nível superior dos candidatos. O requisito para o posto de papiloscopista ainda não está confirmado.
 
Conforme o último concurso PC RO, os vencimentos podem variar entre R$3.332,46 e R$11.213,14. Esses valores, no entanto, já podem ter passados por novas correções, aumentando assim os ganhos iniciais. 
 
 
Resumo da seleção
 
Órgão: Polícia Civil do Estado de Rondônia
Cargo: delegado, médico legista, agente de polícia, escrivão de polícia, papiloscopista e técnico em necropsia
Vagas: 379 mais cadastro reserva
Requisito: nível superior
Remuneração: a partir de R$3.332,46 e R$11.213,14
Banca: a definir
Publicação do edital: segundo semestre de 2021
 
Último concurso Polícia Civil RO tem seis anos
 
Em 2014, a Polícia Civil de Rondônia realizou o seu concurso, com oferta de 144 vagas. As oportunidades foram distribuídas por cargos dos níveis médio e superior, com ganhos de R$3.332,46 e R$11.213,14, respectivamente.
 
As vagas foram para as carreiras de delegado de polícia civil (dez), perito criminal (oito), agente de polícia civil (40), escrivão de polícia civil (70), datiloscopista policial (cinco), técnico de necropsia (sete), agente de criminalística (dois) e técnico de laboratório (dois).
 
Já a organizadora foi a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab). Na ocasião, os candidatos foram avaliados por diversas etapas.
 
 
No dos concorrentes de nível superior, a seleção contou com três fases, sendo elas:
 
provas objetiva e discursiva, Teste de Aptidão Física (TAF) e avaliação de títulos;
prova oral; e curso de formação.
 
 
Para os concorrentes de nível médio, as provas foram divididas em duas fases. A primeira delas teve um exame objetivo mais uma redação, além do TAF. Neste caso, somente os candidatos ao cargo de escrivão realizaram uma prova prática de digitação. Já a segunda etapa teve o curso de formação.
 
 
Na prova objetiva, foram cobradas questões de: Língua Portuguesa, Atualidades, Conhecimento Regional, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS