MISSÃO: SpaceX envia astronautas para a Estação Espacial Internacional

Foguete transporta dois astronautas americanos, um astronauta dos Emirados Árabes Unidos e um cosmonauta russo

MISSÃO: SpaceX envia astronautas para a Estação Espacial Internacional

Foto: CHANDAN KHANNA / AFP

 

Um foguete da SpaceX transportando dois astronautas americanos, um cosmonauta russo e um astronauta dos Emirados Árabes decolou para a Estação Espacial Internacional, nesta quinta-feira, depois que o lançamento foi cancelado, no último minuto, três dias antes.
 
A decolagem ocorreu conforme programado, à 0h34 (horário local), do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, sudeste dos Estados Unidos.
 
 
 
O lançamento havia sido cancelado na segunda-feira, devido a um problema nos sistemas terrestres.
 
A Nasa explicou que o dano afetou o fornecimento de fluido usado para dar partida nos motores, e que foi causado por um "filtro entupido", que já havia sido substituído.
 
A agência espacial dos EUA twittou que o foguete SpaceX Dragon Endeavour decolou na quinta-feira "iluminando os céus enquanto a tripulação entra em órbita".
 
A cápsula Dragon deve atracar na Estação Espacial ISS à 1h17 (hora local) de sexta-feira, após uma viagem de pouco mais de 24 horas. Eles vão ficar lá por cerca de seis meses.
 
A tripulação multicultural, Crew-6, é composta pelos americanos Stephen Bowen e Warren Hoburg, o russo Andrei Fediayev e o sultão dos Emirados Al Neyadi.
 
Sultan Al Neyadi, de 41 anos, é o quarto astronauta de um país árabe na História e o primeiro de seu país a passar seis meses no espaço. Seu compatriota Hazzaa Al Mansoori realizou uma missão de oito dias em 2019.
 
'Todos os profissionais'
 
A missão também inclui um cosmonauta russo, no momento em que as tensões entre Washington e Moscou estão no auge, um ano após a invasão da Ucrânia pela Rússia.
 
– Somos todos profissionais. Estamos focados na missão – disse Bowen, um veterano de três missões espaciais.
 
– Sempre tivemos um relacionamento fantástico com os cosmonautas quando estamos no espaço – acrescentou.
 
Já estava previsto, antes da ofensiva de Moscou, que os russos viajariam com a SpaceX; e os americanos, com a espaçonave russa Soyuz, programa de intercâmbio que foi mantido. A ISS constitui um dos últimos campos de cooperação entre os dois países.
 
A Nasa contrata os serviços da empresa americana para enviar seus astronautas aproximadamente a cada seis meses ao laboratório.
 
Lá, eles realizam experimentos científicos e garantem a manutenção da estação, habitada há mais de 22 anos.
 
A Crew-6 substituirá os quatro membros da Crew-5 (dois americanos, um russo e um japonês), que chegaram em outubro de 2022 e retornarão à Terra a bordo de sua própria nave SpaceX.
 
Também a bordo da ISS estão outros três passageiros (dois russos e um americano), que chegaram em uma espaçonave Soyuz.
 
O foguete russo sofreu um vazamento em dezembro. A agência espacial do país, Roscosmos, enviou uma nave de resgate, que atracou com sucesso na ISS no sábado.
 
 
Direito ao esquecimento

Homens que expõem fotos intimas das parceiras devem sofrer qual tipo de punição?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Cran Filmes LTDA

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS