PROIBIDO: Rapaz é preso após se casar com garota de 13 anos com autorização da mãe

A jovem disse que eles namoram desde quando ela tem 11 anos. A mãe da adolescente autorizou a relação, mas legislação brasileira não permite

PROIBIDO: Rapaz é preso após se casar com garota de 13 anos com autorização da mãe

Foto: Divulgação

Um jovem de 18 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) na noite dessa segunda-feira (4/4) em Pirajuba, no Triângulo Mineiro, após assumir casamento com uma adolescente de 13 anos, que disse que namora com o suspeito desde quando ela tem 11 anos. No Brasil, relacionamento com menores de 14 anos é considerado, por lei, estupro de vulnerável.
 
 
Ainda segundo informações do registro da PM, a mãe dela, de 29 anos, afirmou que a sua filha está casada com o jovem desde que tem 12 anos e que, apesar de ter conhecimento de se tratar de um ato criminoso, achou melhor aceitar a situação porque era a vontade de sua filha.
 
 
A prisão do suspeito aconteceu após denúncia anônima, sendo que, em seguida, uma equipe policial flagrou ele acariciando a adolescente em um rua do Bairro Jardim Nova Esperança, que, segundo a PM, tem pouca iluminação.
 
 
Ao notar a presença policial, eles, que estavam abraçados, imediatamente se afastaram um do outro.
 
 
Em seguida, o suspeito informou ser casado com a adolescente e que ambos residiam juntos há dois meses com a autorização da mãe dela.
 
 
Questionado pelos militares de sua conduta ilegal, ele falou aos mesmos que sabia se tratava de estupro de vulnerável.
 
 
A adolescente confirmou para a PM que namora com o suspeito desde os 11 anos e que assumiu abertamente a relação quando ela tinha 12 anos, sendo que que passaram a morar juntos por vontade própria e que a sua mãe autorizou depois de muita conversa.
 
 
Duas conselheiras tutelares prestaram apoio a adolescente e acompanharam a ocorrência, sendo que a jovem ficou sob responsabilidade delas.
 
 
Em nota, a Polícia Civil informou que "o homem, de 18 anos, foi encaminhado, na noite desta segunda-feira (4/4), à Delegacia de Plantão em Uberaba. Durante a ocorrência, o Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o procedimento e a vítima, de 13 anos. Os envolvidos prestaram declarações e um procedimento investigativo foi instaurado para apurar o possível crime de estupro de vulnerável".
Direito ao esquecimento

Você concorda que os vereadores de Porto Velho continuem atuando online, mesmo com a queda nos casos de covid-19?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS