PEIXE DE RONDÔNIA: Tambaqui é destaque em congresso internacional de piscicultura no Paraná

Assado de bandas foi organizado pelo Sebrae, Acripar e pela Zaltana Pescados no IFC 2021

PEIXE DE RONDÔNIA: Tambaqui é destaque em congresso internacional de piscicultura no Paraná

Foto: Divulgação

Dois meses depois de ganhar o Brasil, durante o Festival Nacional Tambaqui da Amazônia, realizado em setembro deste ano, o mais brasileiro dos peixes voltou a ser destaque, agora num dos mais importantes eventos de piscicultura do país: o International Fish Congress (IFC). O evento, realizado em Foz no Iguaçu (PR), reuniu investidores, autoridades e piscicultores de todo o país e representantes das diversas cadeias da aquicultura brasileira.
 
As 400 bandas de tambaqui foram assadas no dia 25 de novembro último, numa parceria entre o Sebrae, a Associação dos Criadores de Peixes de Rondônia (Acripar) e a Zaltana Pescados. Os peixes foram servidos gratuitamente para os mais de mil participantes inscritos no IFC. O objetivo da ação foi divulgar a espécie e demonstrar todo o potencial gastronômico do prato que não sai das mesas dos moradores do Norte do país.
 
“Uma banda de tambaqui assada é um prato único, de sabor inigualável. Estar apresentando nosso peixe aqui, dentro deste cenário, era algo impensável até tempos atrás. Hoje, com o apoio de grandes parceiros, de iniciativas públicas e privadas, o tambaqui já é uma realidade nacional, e em pouco tempo será também de grande popularidade internacional”, explica Francisco Hidalgo, presidente da Acripar.
 
Por motivos climáticos, pela primeira vez a equipe organizadora do Festival do Tambaqui assou o pescado em assadeiras a gás. A experiência, segundo o diretor técnico do Sebrae em Rondônia, Samuel de Almeida, foi considerada uma prévia do que está por vir nos próximos anos. A parceria entre as entidades quer levar o peixe brasileiro para as mesas de pelo menos outros quatro continentes.
 
“O peixe é uma das proteínas mais consumidas e mais desejadas em todo o mundo. O Brasil já é um grande player neste segmento, mas com um potencial de crescimento muito grande. E é isso que queremos: mostrar, desenvolver, atrair investimentos e fomentar. Criando esse ambiente favorável e sustentável, o nosso tambaqui vai chegar em todo o globo, gerando trabalho e renda para nosso povo”, concluiu.
 
Quem também esteve presente no Festival do Tambaqui em Foz do Iguaçu foi Jorge Seif, secretário nacional de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Entusiasta do movimento, ao lado de uma banda do pescado amazônico, durante o encontro, sugeriu: “se você ainda não experimentou essa iguaria, está perdendo. Prove e se apaixone”.
 
Rondônia é hoje o terceiro maior produtor de peixes de cultivo do Brasil. A maior parte da produção é de tambaqui. Em 2022, com o apoio do Sebrae, a espécie terá a sua primeira Indicação Geográfica (IG) registrada. A região do Vale do Jamari, principal berço da piscicultura rondoniense, está com sua Indicação de Procedência em estudo avançado e deve ser protocolada em breve junto ao Inpi.
 
Saiba mais sobre as ações do Sebrae, acesse o site www.sebrae.ro ou ligue gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode acessar o Sebrae pelo WhatsApp pelo mesmo número. Siga o Sebrae em Rondônia nas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube (@sebraero).

Galeria de Fotos da Notícia

PEIXE DE RONDÔNIA: Tambaqui é destaque em congresso internacional de piscicultura no Paraná

PEIXE DE RONDÔNIA: Tambaqui é destaque em congresso internacional de piscicultura no Paraná

Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS