100 ANOS: Disney cria exposição itinerante para contar a história da marca

Com um século de existência, haverá 10 galerias que contarão com fotos, figurinos, adereços e outros objetos originais da Disney; exposição rodará até 2028

100 ANOS: Disney cria exposição itinerante para contar a história da marca

Foto: Divulgação/ Disney

A The Walt  Disney Company completa 100 anos este ano, criada em 1923, a empresa fará uma exposição itinerante que remonta a trajetória da marca por meio de objetos e tecnologias imersivas.
 
 
Com um século de existência, serão elaboradas 10 galerias que contarão com fotos, figurinos, adereços e outros objetos originais. Além disso, serão usados áudios e elementos interativos e imersivos para enriquecer a experiência.
 
 
Mais de 250 obras de arte e artefatos originais raramente vistos estarão disponíveis para serem vistos pelo público na exposição nomeada Disney100: The Exhibition. Ao lado da equipe dos Arquivos da Walt Disney, a empresa exibirá, por exemplo, as "Joias da Coroa", os esboços de Mickey Mouse, e até desenhos de animação originais de 1928.
 
 
Anunciada em outubro do ano passado na D23 Expo, a convenção dos EUA que reuniu o fã-clube oficial da Disney, a exposição estreou no dia 18 de fevereiro no The Franklin Institute, na Filadelfia, EUA, com ingressos entre US$ 25 e US $45 (aproximadamente R$ 130 e R$ 234).
 
 
No início do trajeto da exposição, os visitantes são recebidos pelo próprio Walt Disney, mesmo falecido há 57 anos, o fundador tem sua presença garantida por meio de um holograma em tamanho real com uso de vídeos de arquivo e inteligência artificial.
 
 
Em meio a tantos objetos e artefatos para apreciação, os destaques ficam também para os adereços do filme de Mary Poppins, de 1964, como um cavalo de carrossel; uma maquete do castelo da Cinderela no complexo da Flórida; o sapatinho de cristal de Cinderela do filme de 2015; a bússola de Jack Sparrow, de Piratas do Caribe, e o sabre de luz de Luke Skywalker usado por Daisy Ridley em Star Wars: A Ascensão de Skywalker, de 2019.
 
 
Segundo a equipe da exposição, o item mais antigo em exibição é um zootropo de 1860 que pertencia ao escritório de Walt Disney. Além disso, há fotos e vídeos de todos os parques da Disney ao redor do mundo; 25 maquetes de personagens da marca; 318 clipes e filmes e outras 93 cenas clássicas da Pixar, Marvel e LucasFilms espalhadas pelo espaço em uma variedade de telas e mídias.
 
 
Com um total de quatro anos de planejamento para a execução da exibição, o objetivo principal dela foi que não focasse apenas nos clássicos, mas também enfatizasse a importância de negócios adquiridos recentemente pela marca, como a Pixar, Star Wars, Marvel e National Geographic.
 
 
Como a exposição é itinerante, a mostra e seus objetos rodarão o mundo até pelo menos 2028, de acordo com o The New York Times. Por enquanto, está na Filadélfia, e as cidades de Chicago e Kansas serão as próximas na turnê norte-americana.
 
 
Na Europa, a exposição chega em Munique, na Alemanha, a partir de 18 de abril e Londres receberá ela a partir do outono. No Brasil, ainda não há informações sobre a chegada da exposição.
Direito ao esquecimento
Como você classifica os serviços da Energisa?
Como você classifica a gestão do prefeito Hildon Chaves em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS