INTERNACIONAL: Seminário de Turismo Gastronômico em março

Paraty (RJ), representante brasileira da Rede Mundial de Cidades Criativas no campo da gastronomia, sediará o evento, que ocorre entre os dias 27 e 29 de março

INTERNACIONAL: Seminário de Turismo Gastronômico em março

Foto: Divulgação

Viagens motivadas pelo paladar têm atraído cada vez mais a atenção de turistas que consideram experimentar a culinária local uma parte importante da experiência vivenciada nos destinos. Para disseminar conhecimento e promover o turismo gastronômico no país, o Ministério do Turismo e o Instituto Federal de Brasília (IFB) realizam, em março, o I Seminário Internacional de Turismo Gastronômico.
 
Se você atua no setor de turismo, é especialista ou gestor, chefe de cozinha ou simplesmente tem interesse no tema, já anote na agenda. A cidade de Paraty, uma das quatro representantes brasileiras no campo da gastronomia da rede Mundial de Cidades Criativas, sediará o evento. A abertura ocorrerá na Casa da Cultura de Paraty, no dia 27 de março, e será transmitida ao vivo pelos canais oficiais do Ministério do Turismo nas redes sociais.
 
Durante dois dias - 28 e 29 -, o seminário possibilitará que expoentes do turismo gastronômico em nível nacional e internacional discutam, em um evento híbrido, ações e estratégicas para impulsionar o segmento no país e torná-lo referência mundial. A programação do evento pode ser acompanhada pelo YouTube do IFB, com cobertura também pelas redes sociais do MTur.
 
“A culinária brasileira é inigualável e deve ser valorizada a ponto de ser a principal motivação das viagens de turistas nacionais e internacionais. Nosso objetivo é estruturar esse segmento e fazer dele um impulsionador do turismo no Brasil, valorizando a vocação do país como destino de excelência em gastronomia. Por isso, o turismo gastronômico está entre as nossas prioridades para fomento ao turismo no país”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.
 
O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Fábio Pinheiro, destaca que o seminário é a consolidação de uma série de ações com foco no turismo gastronômico para estruturar e promover o segmento no Brasil. “Este evento, sem dúvida, contribuirá para o planejamento estratégico das ações do Programa Nacional de Turismo Gastronômico, além de fortalecer a rede de especialistas em turismo gastronômico que tem sido consolidada dia após dia. E possibilitará, ainda, o lançamento de produtos e ações previstas no programa”, complementa.
 
“Sabemos que nosso potencial para atrair turistas que viajam motivados pela gastronomia é enorme e pretendemos ampliar ainda mais o debate em torno desse tema durante o I Seminário Internacional de Turismo Gastronômico. O comitê técnico-científico do Seminário desenvolveu uma programação para sensibilizar gestores, empreendedores, pesquisadores, profissionais e estudantes de todo o país que o turismo gastronômico pode ser um propulsor para ampliar os fluxos de turistas que nos visitam e, sobretudo, gerar oportunidades ao longo de toda a cadeia produtiva da gastronomia e do turismo com inclusão e sustentabilidade, valorizando ainda nossa cultura, sociobiodiversidade, patrimônio agroalimentar e identidades”, afirma Ana Paula Jacques, pesquisadora e professora de gastronomia do IFB e coordenadora do projeto Prospectivas para o Turismo Gastronômico no Brasil.
 
Para acessar a programação preliminar do evento clique AQUI.
 
TURISMO GASTRONÔMICO – A cidade de São Paulo acaba de ser eleita o sétimo melhor destino gastronômico do mundo no ranking do prêmio Traveller’s Choice, do site de viagens Trip Advisor, sendo o único destino sul-americano na seleta lista. A posição deixou a capital a frente de destinos como Nova York, Singapura e Lisboa
 
Dados da Organização Mundial do Turismo (OMT) apontam que a gastronomia é o terceiro maior impulsionador de viagens no planeta. No Brasil, o segmento movimenta cerca de R$ 250 bilhões por ano, segundo cálculos da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), e é um dos itens mais bem avaliados por estrangeiros em visita ao país. Oito em cada 10 turistas internacionais aprovaram a gastronomia brasileira em 2019, segundo estudo realizado pelo Ministério do Turismo com visitantes internacionais.
 
De forma a impulsionar o turismo gastronômico, em 2020, o Ministério do Turismo e o Instituto Federal do Brasil firmaram um acordo para o desenvolvimento do projeto “Prospectivas para o Turismo Gastronômico no Brasil”. O MTur também contratou, em parceria com a Unesco, uma consultoria para apoiar a formulação de ações e estratégias voltadas ao desenvolvimento do turismo gastronômico no país, que segue em andamento.
 
CIDADES CRIATIVAS - No Brasil, quatro cidades ostentam o título de Cidades Criativas no quesito gastronomia: Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC) e Belém (PA), além de Paraty (RJ). A Rede de Cidades Criativas da Unesco foi criada em 2004 com o objetivo de promover a cooperação, inclusive internacional, entre as localidades que têm a criatividade como estratégia para alcance dos objetivos sustentáveis da ONU. A rede possui sete categorias: artesanato e artes folclóricas, design, cinema, gastronomia, literatura, artes midiáticas e música.
 
Para conhecer um pouco mais sobre os destinos turísticos do país reconhecidos internacionalmente por sua culinária típica acesse a websérie Rotas Criativas do Brasil, divulgadas no perfil do Ministério do Turismo no YouTube. (Clique AQUI)
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS