PROIBIDO: Jamaica não aceita voos do Brasil para evitar aumento de casos de covid-19

Medida também será aplicada a quem viajou para o Reino Unido, Brasil, Chile, Peru, Colômbia, Argentina e Paraguai nos últimos 14 dias

PROIBIDO: Jamaica não aceita voos do Brasil para evitar aumento de casos de covid-19

Foto: Divulgação

 

O primeiro-ministro da Jamaica, Andrew Holness, anunciou uma série de restrições para evitar o aumento dos casos de coronavírus, incluindo a proibição de voos da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru até 13 de abril.
 
As autoridades garantiram que a iniciativa será aplicada devido ao aumento de casos de coronavírus registrados nesses países da região.
 
Nesse sentido, Holness destacou que o aumento de casos nesses seis países se deve à cepa Covid-19 originária do Brasil.  Além disso, a medida também será aplicada a quem viajou para o Reino Unido, Brasil, Chile, Peru, Colômbia, Argentina e Paraguai nos últimos 14 dias.
 
Já os jamaicanos que já visitaram qualquer uma dessas nações devem permanecer em quarentena por 48 horas e passar por testes de PCR.
 
A Jamaica está em um ponto crítico devido à pandemia Covid-19”, disse o executivo, explicando os motivos da medida, acrescentando que “estamos no meio de um surto de casos que ameaçam nosso sistema público de saúde”.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS