BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

RETORNO: Itália estuda dedução de impostos para quem passar férias de verão no país

O projeto propõe que turistas que passem ao menos três noites em hotéis italianos tenham direito a uma dedução sobre todas as suas despesas

MERCADO E EVENTOS

11 de Maio de 2020 às 14:21

Foto: Divulgação

 

MERCADO E EVENTOS - A Itália estuda a criação de medidas de estímulo ao turismo por meio da dedução de impostos de até 325 euros para quem passar férias de verão no país. A medida visa a reduzir o impacto da pandemia de coronavírus (Covid-19) no Turismo, responsável por 13% do Produto Interno Bruto (PIB) italiano. O governo estima um impacto entre 1,2 e 1,5 bilhão de euros com a medida, que vem com o objetivo de salvar o setor no país.
 
Associações de turismo na Itália calculam que entre março e maio os hotéis do país terão até 31,5 milhões a menos de clientes, o que resultará em perdas de 7,5 bilhões de euros. A proposta, que ainda está em estudo, poderá ser incluída no próximo decreto de estímulo econômico do governo italiano.
 
O projeto propõe que turistas que passem ao menos três noites em hotéis italianos tenham direito a uma dedução sobre todas as suas despesas. O valor deduzido dependerá do número integrantes da família ou grupo de viagens. O valor do desconto pode chegar a 100 euros por turista individual, aumentando gradualmente em 75 ou 50 euros por membro da viagem, chegando a, no máximo, 325 euros.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS