ELEIÇÕES 2022: Léo Moraes abre ‘rodada de conversas’, pela qual vai percorrer todo o Estado

Pré-candidato disse que adversários estão tentando misturar água com óleo por um projeto de poder, não de desenvolvimento

ELEIÇÕES 2022: Léo Moraes abre ‘rodada de conversas’, pela qual vai percorrer todo o Estado

Foto: Divulgação

O pré-candidato ao governo estadual, Léo Moraes (Pode) abriu ontem a noite em Porto Velho uma programação denominada por ele como ‘rodada de conversas’, pelo qual pretende percorrer todo o Estado levando sua mensagem e planos para o crescimento social e econômico de Rondônia.
 
No pátio de um escritório de advocacia, rodeado por centenas de amigos, antigos eleitores e simpatizantes, Léo se disse “muito à vontade no meio do povo”. O pré-candidato começou falando de sua decisão de concorrer ao governo e afirmou nunca ter disputado uma reeleição.
 
“Quem é bom naquilo que faz tem que ser promovido. Como vereador fui o que mais apresentou projetos de lei na minha legislatura; na Assembleia Legislativa sempre me posicionei com muita firmeza, como nas votações contra aumento de impostos. Na Câmara dos Deputados estou há três anos consecutivos entre os cem maiores cabeças do Congresso. Não pretendo ficar velho na política. Quero aproveitar a força da minha juventude, enquanto tenho toda vitalidade para fazer um trabalho exemplar e único à frente do governo de Rondônia. Quero mostrar que é possível uma forma diferente de governar”, detalhou.
 
Sempre observado por sua mãe na plateia, a ex-vereadora e ex-presidente da Câmara Municipal, Sandra Moraes, duas faces da mesma moeda, Léo falou de sua origem na política e postura ética. “Vocês nunca me viram sentado à mesa farta do rei. Não somos coniventes com a coisa errada e jamais vou capitular”.
 
O pré-candidato falou também de sua relação de carinho com Porto Velho. Já entregamos muito recursos à prefeitura da capital. Embora eu pense diferente do prefeito da cidade, não é essa diferença que vai fazer com que eu não ajude nossa população. Não estou ajudando a Prefeitura, nossas emendas são para dar melhores condições de vida à nossa população.
 
INCOMPETÊNCIA
 
Léo Moraes não deixou de tecer críticas pontuais ao governo atual. Em sua avaliação, apesar do esforço e comprometimento dos servidores, a saúde entrou em colapso total. “Os piores parâmetros do país durante a pandemia foram registrados em Rondônia. Infelizmente temos um governo falacioso que chega ao ridículo que achar que economizar dinheiro é eficiência de gestão. Não é nada disso. Economizar dinheiro no legislativo é austeridade, louvável. No Executivo, economizar é incompetência, falta de planejamento. Com tantas carências não tem bons projetos”, observou.
 
“Mesmo com o governo apático, paralisado e atrapalhando várias iniciativas, Rondônia é pujante, tem um setor produtivo forte o suficiente para impulsionar o crescimento em índices de 5% a 7% ao ano. Imagine tendo governo proativo, voltado para a população como nunca foi?”, refletiu o pré-candidato que na manhã desta sexta-feira visitou a Rondônia Rural Show, em Ji-Paraná, onde parabenizou lideranças do agronegócio que fazem com que Rondônia tenha essa luz própria.
 
ÁGUA COM ÓLEO
 
Por fim, ao analisar a disputa eleitoral, Léo Moraes disse prever muita dificuldade, mas que está preparado para enfrenta-las. “Estão tentando misturar água com óleo por um projeto de poder, não um projeto de Rondônia. Nós temos bons projetos, um amplo planejamento que vamos apresentar à população de Rondônia nessas rodadas de conversas pelas quais vou percorrer todo o Estado. Ninguém terá sola de sapato mais grossa que eu”, encerrou.
Direito ao esquecimento

O senador Marcos Rogério defendeu o pastor Milton Ribeiro, preso pela Polícia Federal. Qual a sua opinião?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS