DEPUTADO: Alex Silva fala sobre o grave problema da depressão na pandemia

Gabinete do parlamentar prepara ações neste Setembro Amarelo

DEPUTADO: Alex Silva fala sobre o grave problema da depressão na pandemia

Foto: Divulgação

O Setembro Amarelo foi o tema levado a plenário pelo deputado Alex Silva (Republicanos), na sessão ordinária desta terça-feira (31). Ele informou que o gabinete dele vai intensificar as ações neste mês para ajudar as pessoas com depressão. Alex Silva, que é pregador da palavra de Deus, disse que os casos de pessoas deprimidas triplicaram durante a pandemia por causa do desemprego e de outros problemas acarretados durante esse período.
 
O parlamentar falou que recentemente, durante um culto, foi procurado por um rapaz que revelou ter pensado em cometer suicídio duas vezes em apenas uma semana. E essa, de acordo com Alex, é a pior consequência da depressão. “Mas as pessoas perdem a vontade de tudo. Até mesmo de escovar os dentes,” relatou.
 
Ele acrescentou que a doença acomete todas as classes sociais. “Não escolhe pobre ou rico. A pessoa se sente inferior e se isola. Perde a razão de viver. Infelizmente, não tem cura, mas podemos socorrer com tratamento, com amor e com a palavra de Deus. Não podemos é fazer julgamentos e nos omitir.”
 
Alex Silva, que também recebeu nesta terça-feira o grupo Help, que ajuda quem sofre com o mal, frisou que cerca de 350 milhões de pessoas têm depressão no mundo. “O problema de saúde mental é sério e requer a atenção de todos.”
 
Ele lembrou que o mundo está um caos e o ser humano é frágil. No entanto, conforme reforçou, é possível solucionar o problema com boas ações, pensamento positivo, focando sempre em coisas boas e, sobretudo, em Deus.
 
Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo. O dia 10, oficialmente, é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS