COVID-19: Jhony Paixão defende prioridade para servidores da Segurança Pública na vacinação

Parlamentar também citou projeto que considera feiras livres serviços essenciais e garante subsistência dos produtores rurais

COVID-19: Jhony Paixão defende prioridade para servidores da Segurança Pública na vacinação

Foto: Divulgação

Na sessão ordinária desta terça-feira (30), o deputado Jhony Paixão (Republicanos) defendeu os servidores que atuam na Segurança Pública do Estado no que diz respeito aos grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19. 
 
O parlamentar chamou atenção para uma justificativa aprovada pela Assembleia Legislativa que garantiu gratificações para médicos, técnicos e enfermeiros que atuam na linha de frente no atendimento e tratamento de pacientes vítimas da Covid-19.
 
"Entendemos que são profissionais que fizeram um juramento para servirem à sociedade. E neste momento de pandemia, com essas gratificações, esta Casa lhes deram a garantia de um tratamento digno para continuarem nessa batalha contra o coronavírus. Porém, existe outra parcela de servidores deste Estado, que também juraram servir nossa sociedade, mesmo que com o sacrifício de suas próprias vidas e assim o continuam fazendo. Me refiro aos valorosos servidores da Segurança Pública de Rondônia", enfatizou o deputado.
 
O deputado defendeu que a classe entendeu as dificuldades do Governo e continuaram trabalhando e atuando nas ruas desde o início da pandemia."E eles nunca colocaram o Governo contra a parede, solicitando aumento de salário. Mais de 30 policiais militares em Rondônia tiveram suas vidas ceifadas, vítimas da Covid-19, e em nenhum momento foram considerados como prioridade na hora de selecionar os grupos para as primeiras etapas da vacinação", ressaltou o parlamentar.
 
Jhony Paixão se dirigiu aos demais deputados e solicitou que os parlamentares, assim como ele, possam assumir o compromisso, "tão logo a pandemia e o decreto presidencial permitam, de garantir a valorização profissional que todos os profissionais da Segurança Pública merecem", destacou ele.
 
O deputado aproveitou para enaltecer as ações do Governo do Estado no combate ao Coronavírus e citou a compra de 1 milhão de doses da vacina Sputinik V, que apresenta, segundo estudos, 90% de eficácia. Por outro lado, o parlamentar disse que erros foram cometidos durante as tratativas referentes à pandemia. "Todos nós cometemos erros, e quero aproveitar essa oportunidade, para corrigirmos um erro que vem prejudicando os produtos rurais de Rondônia", declarou.
 
O deputado solicitou que fosse inserido na pauta do dia o Projeto de Lei "que reconhece de interesse público e a essencialidade dos serviços prestados pelas feiras livres na pandemia do Coronavírus e autoriza o seu funcionamento."
 
"Assim como reconhecemos que supermercados devem permanecer abertos e serem considerados serviços essenciais, também devemos lembrar que são espaços fechados, com aglomeração nas filas do açougue, dos caixas. As feiras livres, além de estarem em espaço aberto,  oferecem o distanciamento social, todas as bancas oferecem o álcool gel, os feirantes usam máscaras e exigem o uso obrigatório dos consumidores. Estamos falando de trabalhadores que precisam vender suas produções para que possam garantir a subsistência de suas famílias. Nosso único inimigo deve ser o vírus. Não podemos combatê-lo com outros inimigos como a fome, o desespero e a dor. Pesso aos colegas parlamentares que me acompanhem na correção de um erro e que possamos aprovar esse projeto que considera as feiras livres como serviços essenciais", concluiu Johny Paixão.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

R E Eletrodiesel

R E Eletrodiesel

R E Eletrodiesel

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS