BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SESSÃO AZUL: PL que garante adaptações em cinemas para autistas é aprovada na ALE

O projeto apresentado e defendido pelo deputado Anderson Pereira, obteve a quantidade máxima de votos para aprovação e segue para sansão ou não do Executivo Estadual, Governo

ASSESSORIA

20 de Novembro de 2020 às 14:22

Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa de Rondônia aprovou por unanimidade, durante sessão extraordinária realizada na tarde de quarta-feira (18), o Projeto de Lei de autoria do deputado Anderson Pereira (PROS), que dispõe da realização de sessões especiais, adaptadas em cinemas, a pessoas que possuem Transtorno de Aspectro Autistas (TAE), e suas famílias, acompanhantes no âmbito do Estado de Rondônia.
 
O projeto apresentado e defendido pelo deputado Anderson Pereira, obteve a quantidade máxima de votos para aprovação e segue para sansão ou não do Executivo Estadual, Governo.
 
PROJETO
 
É determinado que todas as salas de cinemas do Estado devem reservar no mínimo uma vez por mês, sessões destinadas a crianças e adolescentes com Transtorno de Aspectro Autistas (TAE), e suas famílias, acompanhantes.
 
Durante as sessões não será exibida publicidade comercial, a iluminação deverá estar levemente acesa e volume do som reduzido.
 
Nas sessões não haverá vedação, impedimento a livre circulação, bem como entrada e saída durante as exibições.
 
As sessões devem ser identificadas com o símbolo mundial do aspectro autista, que será afixado na das salas de exibição.
 
Em caso de descumprimento, o infrator, estabelecimento irá responder por sansões de natureza civil ou penal, advertências, multas e até a interdição do local.
 
Para o deputado Anderson Pereira, a medida visa garantir que as pessoas com autismo sejam beneficiadas dessa experiência cultural e social tão importante, que é assistir um filme numa grande tela de cinema, assim como para ampliar condições de acessibilidade das salas, tornando obrigatória a adaptação sensorial dos espaços. O parlamentar frisa que tal medida já foi adotada em algumas cidades brasileiras, numa experiência bem sucedida denominada “Sessão Azul”.
 
O deputado Anderson Pereira solicita que o Governo do Estado seja sensível ao projeto e aprove, pois será de grande valia.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS