BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

VEREADORA: Cristiane Lopes presta contas de atividades em meio à pandemia

A vereadora Cristiane Lopes (Progressistas), protocolou na Câmara Municipal de Porto Velho, diversos ofícios e pedidos de providências que ajudaram amenizar os impactos durante a crise da Covid-19

ASSESSORIA

21 de Outubro de 2020 às 11:54

Foto: Divulgação

Sem parar os trabalhos legislativos, desde que começou a pandemia pelo coronavírus.  A vereadora Cristiane Lopes (Progressistas), protocolou na Câmara Municipal de Porto Velho, diversos ofícios e pedidos de providências que ajudaram amenizar os impactos durante a crise da Covid-19.
 
Entre os de maiores destaques estão: Ofício n° 48/20, ao Ministério Público pedindo que o Executivo Municipal disponibilizasse nas UPAs, testes para Covid-19, bem como as medicações que são utilizadas no tratamento, além de cópias dos processos de aquisição de máscaras, álcool em gel, luvas, respiradores, e outros insumos, o ofício n° 31/20, ao Governador Marcos Rocha, sugerindo a criação de auxílio emergencial para os trabalhadores que impedidos de trabalhar no comércio, e que não se enquadram no benefício social do Governo Federal, o Ofício n° 33/20 ao governador Marcos Rocha, pedindo o retorno da Patrulha Maria da Penha e demais mecanismos de combate à violência contra a mulher e Ofício nº 74/20 ao Governador de Rondônia sugerindo ação judicial visando obter autorização para contratar médicos formados no exterior, e que ainda não tinha o revalida, para trabalhar nas unidades estaduais de saúde.
 
Além disso, preocupada com o futuro financeiro de Porto Velho e com a retomada da economia na cidade, a vereadora, também apresentou, o Projeto de Lei Ordinária nº 4.072/20, que dispõe sobre a criação de Comissão Técnica para apurar os impactos financeiros e sociais da Covid-19 no município, o Pedido de Providência n° 2078/20, sugerindo a viabilidade de criação de linha de crédito, incentivo e isenção fiscal aos microempreendedores individuais e aos agricultores familiares e o Ofício n° 27/2020 pedindo a suspensão da cobrança de taxas referentes aos alvarás e licenças de funcionamento para feirantes e comerciantes que estavam trabalhando no período de isolamento social.
 
“Sempre tive essa relação de transparência no mandato. Com a união de todos e muito trabalho, nós poderemos recuperar a nossa Porto Velho. O momento é de continuar seguindo as recomendações dos especialistas em saúde. Passamos por dificuldades, tivemos que abrir mão de algumas coisas, para ganhar lá na frente e preservar a vida daquele que está próximo.”, finalizou a parlamentar.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS