BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DEPUTADO FEDERAL: Nazif participa de audiência na ANEEL contra o aumento da tarifa de energia

A agenda contou com a presença do Dr. Efrain Cruz, diretor da ANEEL e relator da matéria, do representante do Conselho de Consumidores de Rondônia, Dr. Carlindo Lins e do corpo técnico da ANEEL.

ASSESSORIA

10 de Outubro de 2020 às 08:54

Foto: Divulgação

Na quinta 08, o deputado federal Mauro Nazif (PSB-RO), participou de audiência virtual na ANEEL, para tratar da revisão extraordinária solicitada pela empresa Energisa. A agenda contou com a presença do Dr. Efrain Cruz, diretor da ANEEL e relator da matéria, do representante do Conselho de Consumidores de Rondônia, Dr. Carlindo Lins e do corpo técnico da ANEEL.
 
Nazif ouviu atentamente a fala do corpo técnico e em sua manifestação destacou que a revisão extraordinária requerida pela empresa Energisa não tem o menor cabimento, “ Mais do que nunca estou convencido, que essa revisão só cabe de uma forma, somente se houver redução dos valores da tarifa de energia elétrica para o estado de Rondônia”.
 
O parlamentar ressaltou a enxurrada de reclamações que a empresa sofre no estado quanto ao serviço, “Aqui em Rondônia para desligar a energia de um cidadão é um dia, para religar é de dois a três dias, isso sem contar as quedas de energia. Se não tem melhora na qualidade da distribuição, do serviço, é por que não houve, não há investimento. Pra se pedir uma revisão extraordinária, tem que haver um agravante, uma necessidade de que houve algo diferente, uma deficiência econômica no sistema e isso não aconteceu”.
 
Nazif traçou ainda uma linha do tempo, referente aos atos da empresa desde que adquiriu a antiga CERON em 2018, “Apenas 45 dias após sua entrada, a empresa já pedia revisão no aumento da tarifa de energia elétrica, demonstrando uma má-fé gigantesca, já que a revisão, por contrato só poderia ocorrer após um ano. Em 2019, repetiu a estratégia e agora em 2020 novamente. Fora tudo isso, tem ainda a questão de querer cobrar novamente valores que já foram pagos lá atrás, em 2013, ajustados pelos valores de hoje, ou seja, recebendo pagamento duplo. Então fica muito difícil trabalhar essa revisão, por que os pontos principais a serem alcançados são a qualidade dos serviços e uma tarifa justa, são os dois pontos que mais são reclamados no estado”. Ao fim de sua fala, Mauro foi enfático, “Por todas essas razões, a reanálise só cabe, se for para reduzir a tarifa de energia elétrica para o estado de Rondônia, somente assim!”.
 
A revisão está sob consulta pública no site da ANEEL até 03 de novembro de 2020, por meio de formulário eletrônico e entrará em vigor em 13 de dezembro de 2020.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS