BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

VOLTA ÀS AULAS: Vereadora Joelna Holder discute situação educacional

Na ocasião, a Secretaria Municipal de Educação apresentou o Plano de Retorno as Aulas no Município, que embora conte com todas as fases programadas, ainda não tem uma data definida para o retorno

ASSESSORIA

26 de Agosto de 2020 às 09:16

Foto: Divulgação

Na manhã do dia 24 de agosto, a vereadora Joelna Holder juntamente com os membros da Comissão Permanente de Educação, Ministério Público (MP/RO) , Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Representantes de Instituições Privadas, Departamento de Vigilância e Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA), Conselho Tutelar, Conselho Municipal de Educação (CME) e os SINDICATOS apresentaram perspectivas acerca do retorno das aulas no Município de Porto Velho.
 
Na ocasião, a Secretaria Municipal de Educação apresentou o Plano de Retorno as Aulas no Município, que embora conte com todas as fases programadas, ainda não tem uma data definida para o retorno.
 
No encontro virtual, também foi possível ouvir as explicações e pontos de vista apresentados por representantes das Escolas Particulares do Município, representantes dos professores e profissionais e de estudiosos especialistas no tema.
 
Propostas muito importantes foram debatidas, a Vereadora aproveitou para encaminhar as sugestões dos membros a serem incluídas no Plano como a testagem em massa dos alunos e a aquisição de todo material em EPI’S, tanto para profissionais como para os alunos.
 
Desde o início da Pandemia, Joelna Holder tem acompanhado a situação educacional no Município de perto, participou ativamente da construção do Plano, integrou comissões de fiscalização, visitou escolas em localidades, cobrou a entrega dos kits alimentação, a compra de equipamentos de proteção, máscara e álcool para profissionais e o planejamento para que no retorno todos tenham segurança , Joelna também defende o ensino híbrido, com grupos pequenos de alunos nas escolas, e que haja sanitização contínua.
 
Porém, a Parlamentar acredita que o município deve se preparar para o retorno e que não se deve descartar a possibilidade de que isto ocorra ainda neste ano, haja vista, que muitos pais já retornaram a sua rotina de trabalho e que os alunos já estão há tempos sem a assistência de profissionais, o que os expõe a todo tipo de vulnerabilidades, pelo outro lado, deve se tomar todos os cuidados para que os alunos protejam a si e as suas famílias. 
 
“Não podemos criar um ambiente de desigualdade educacional no Município, educação é um direito social e uma garantia, e quando for seguro retornar estaremos com tudo planejado, até lá eu vou continuar acompanhando bem de perto, tudo o que vêm sendo realizado, nos preocupamos muito com essa situação, pois ao mesmo tempo que temos alunos aqui da cidade sendo assistidos, precisamos pensar naqueles que não possuem o mínimo para continuar suas atividades, a escola não é só um ambiente de aprendizado, mas também de socialização, sabemos que precisamos também pensar em nossos profissionais, e toda comunidade, e estamos dando o nosso melhor para tudo seja resolvido”. Finalizou.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS