BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

RETROSPECTIVA: Joelna Holder relembra sua luta em prol da escola de música Jorge Andrade

Uma conquista muito importante para nossos alunos!

ASSESSORIA

03 de Agosto de 2020 às 10:45

Foto: Divulgação

 
Na última semana a Vereadora JOELNA Holder relembrou sua luta em prol da Reforma da Escola de Música Jorge Andrade. 
 
A Parlamentar, foi a responsável por cobrar do Executivo Municipal providências para as instalações do antigo prédio da Escola que está passando uma reforma completa. 
 
Joelna, iniciou sua atuação nessa causa em 2017, quando realizou os primeiros pedidos de providências e cobranças á Gestão, pois a Escola se encontrava em difíceis condições.
 
Desde então, a Vereadora vem fiscalizando as ações do Executivo para resolver o problema. E suas atitudes geraram resultados, atualmente a Escola funciona em um prédio provisório totalmente adaptado para o atendimento aos alunos, enquanto o prédio oficial é reformado.
 
A Vereadora acompanhou todos os passos, desde o pedido de providências até a instalação da sede provisória e a assinatura da ordem de serviço para o início das obras de reforma no antigo prédio. “Desde o ano de 2017, venho lutando por essa causa, pois reconheço a importância da Escola Jorge Andrade na formação cultural dos alunos. No início de 2018, recebi a informação de que a Escola seria realocada para outro prédio, até que as obras do antigo espaço fossem concluídas . O compromisso por parte do Executivo Municipal, foi feito em fevereiro de 2018, na visita feita a Escola, junto ao Prefeito Hildon Chaves e a Professora Léia Borges, a Diretora da Escola, na qual estive presente e solicitei  tal encaminhamento. Fico imensamente feliz em colher o fruto de um trabalho de fiscalização e cobrança que vai beneficiar nossos alunos” finalizou a Parlamentar.
 
Joelna ainda informou, que solicitou ao Executivo Municipal que a sede provisória permaneça em uso e que funcione como uma extensão da antiga sede, ampliando, assim, a oferta de vagas na Capital e beneficiando os alunos com duas escolas aptas para uso.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS