BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CORONAVÍRUS: Em discurso, Anderson lamenta morte de policial penal vítima da Covid-19

O deputado explicou que o vírus não mata só idoso, pessoas com problemas respiratório, consideradas do grupo de risco, mas qualquer um como: crianças, adolescentes, jovens e profissionais

ASSESSORIA

03 de Junho de 2020 às 09:33

Foto: Divulgação

Durante discurso na sessão plenária virtual desta terça-feira (2), o deputado estadual Anderson Pereira (PROS), lamentou com muita tristeza a morte da policial penal, colega de profissão Laudicéia Bezerra Siqueira Campos, que teve a vida interrompida vítima da COVID19 – novo Coronavírus.
 
Anderson aproveitou para alertar, que os profissionais da segurança pública, bem como a população em geral estão com enfrentando sérias dificuldade para realizar o exame e para detectar de forma mais rápida a presença ou não do vírus. O deputado explicou que o vírus não mata só idoso, pessoas com problemas respiratório, consideradas do grupo de risco, mas qualquer um como: crianças, adolescentes, jovens e profissionais que estão diretamente ligados ao grupo de risco, sendo eles da da segurança pública, saúde e outros.
 
O parlamentar também informou que tem servidor do sistema socioeducativo, com menos de 40 anos, que está entubado na UTI, após ter saído do coma induzido, mas continua respirando com ajuda de aparelhos, se recuperando do contagio do coronavírus.
 
“Quero desejar a todos os familiares da policial penal Laudicéia, policiais penais, amigos de trabalho meus pêsames. A batalha não é só minhas, mas de todos os deputados estaduais por um serviço público melhor, seja na área da segurança pública, seja na área da saúde, em qualquer área que for”, salientou.
 
Por fim, Anderson lamentou a retirada dos servidores do sistema prisional e socioeducativo do recebimento do auxilio de 300 reais, benefício este que contemplou algumas categorias, projeto do poder executivo, aprovado pelos deputados estaduais, mas informou que está em tratativa com o governador do Estado para que este percentual seja incluído no contracheque da categoria.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS