LESA PÁTRIA: William Homem do Tempo é preso pela Polícia Federal

Ele afirmou que "apenas" fez a cobertura dos atos golpistas do dia 08 de janeiro em Brasília

LESA PÁTRIA: William Homem do Tempo é preso pela Polícia Federal

Foto: Divulgação

Informações repassadas por fontes ligadas à Operação Lesa Pátria, da Polícia Federal, realizada na manhã desta sexta-feira (03), apontam que o policial militar reformado e ativista das redes sociais, William Ferreira, mais conhecido como William Homem do Tempo, teve um mandado de busca e apreensão (MBA) realizado em sua casa, em Porto Velho.

 

ATUALIZAÇÃO 09:36 - Pessoas próximas a William Homem do Tempo informaram ao Rondoniaovivo que ele foi preso de forma preventiva. Ele já foi encaminhado para a sede da Polícia Federal na capital de Rondônia e será levado para o sistema prisional da cidade, onde ficará à disposição da Justiça. 

 

ATUALIZAÇÃO 10:13 - Os perfis de William no Facebook e Instagram foram retirados do ar, após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

William fez transmissão ao vivo da depredação dos prédios públicos em Brasília; neste momento, ele estava no plenário do STF, onde mostrou a destruição de poltronas, cadeiras dos ministros, vidros quebrados e documentos destruídos - Reprodução/Facebook

 

Recorrente

 

Durante os mais de 60 dias em que o acampamento golpista estava montado na frente do antigo quartel da 17ª Brigada de Infantaria de Selva (17ª BIS), William era personagem recorrente do ato, fazendo diversos vídeos e transmissões ao vivo das atividades diárias e protestos dos bolsonaristas radicais. 

 

Fora isso, mesmo de férias em Brasília (DF), ainda disse ter feito apenas a cobertura dos atos de vandalismo que depredaram os prédios dos Três Poderes na Capital Federal, como a sede do Supremo Tribunal Federal (STF), Palácio do Planalto (Presidência da República) e do Congresso Nacional (Senado Federal e Câmara dos Deputados).

 

Uma das diversas vezes que William esteve no campo da 17ª Brigada em Porto Velho - Foto: Reprodução/Facebook

 

Detalhes

 

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta sexta-feira (2/2), a quarta fase da Operação Lesa Pátria, para identificar pessoas que participaram, financiaram ou fomentaram os atos terroristas de 8 de janeiro, em Brasília.
 
As equipes cumprem três mandados de prisão preventiva, bem como 14 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no Distrito Federal e nos seguintes estados: Rondônia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso e São Paulo.
 
No dia dos atentados, Palácio do Planalto, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal foram invadidos por extremistas, que promoveram violência e dano generalizado contra os imóveis, móveis e objetos dos três prédios.
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Cleiton Cheregatto em Novo Horizonte do Oeste?
Quem é mais culpado pelas enchentes em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS