VÍDEO: Em operação contra garimpo ilegal, balsas são queimadas no rio Madeira

As embarcações estavam abandonadas no rio, e apenas um homem foi encontrado e preso

Neste sábado (27), em Operação Uiara, que reúne agentes da Polícia Federal, Ibama, Marinha e Aeronáutica, 31 balsas usadas para garimpo ilegal foram queimadas. As embarcações estavam abandonadas no rio, e apenas um homem foi encontrado e preso.
 
Porções de ouro e mercúrio foram apreendidas. A apreensão ocorreu nas águas do Madeira que cortam o município de Nova Olinda do Norte.
 
Nas últimas semanas, centenas de balsas e dragas atracaram em um único ponto do rio Madeira, para exploração em massa de ouro. Os garimpeiros se dispersam do local na sexta-feira (26), mas alguns continuaram operando de forma ilegal.
 
Nas últimas semanas, centenas de balsas e dragas atracaram em um único ponto do rio Madeira, para exploração em massa de ouro. Os garimpeiros se dispersam do local na sexta-feira (26), mas alguns continuaram operando de forma ilegal.
 
Balsas queimadas contra garimpo ilegal
Um operação queimou, segundo garimpeiros, ao menos 20 balsas retardatárias na fuga. Ao menos 600 balsas se reuniram na região até a última quinta (25/11), mas a ameaça da operação fez com que a maioria dos garimpeiros subisse o Rio Madeira em direção a Rondônia.
 
Na tentativa de escapar da fiscalização, é comum a situação em que o garimpeiro recolhe a balsa para uma margem, retira o maquinário que puder e abandona a balsa. Em outros casos, tenta esconder o equipamento em pequenos afluentes do rio.
Direito ao esquecimento

Qual a sua opinião sobre o programa Big Brother Brasil?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS