CONFRONTO A TIROS: Foragido de RO por roubo na Assembleia Legislativa também morreu em Minas

Segundo os policiais de Porto Velho, ele era considerado de alta periculosidade e vinha sendo investigado por outros roubos na cidade.

CONFRONTO A TIROS: Foragido de RO por roubo na Assembleia Legislativa também morreu em Minas

Foto: Richard Nunes /Rondoniaovivo

Foragido de Porto Velho (RO) o criminoso Nunis Azevedo do Nascimento, 33, também é um dos mortos após confronto com policiais na cidade de Varginha, no Sul de Minas Gerais durante o domingo (31).
 
O bandido estava com mandado de prisão preventiva decretado por participação no roubo com arrombamento de caixas eletrônicos na Assembleia Legislativa de Rondônia.
 
O assalto aconteceu no dia 16 de janeiro deste ano. Na época, a Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) deflagrou operação e conseguiu prender parte do bando. Nunis não foi encontrado na ocasião. 
 
Segundo os policiais de Porto Velho, ele era considerado de alta periculosidade e vinha sendo investigado por outros roubos na cidade.
 
Conforme fontes ligadas ao Rondoniaovivo, até o momento oficialmente foram identificados 15 dos 25 bandidos mortos no confronto em duas chácaras.
 
O outro criminoso de Rondônia que já havia sido identificado trata-se de  Gerônimo da Silva Sousa Filho, 27, que estava foragido acusado de matar a tiros o empresário Henrique Fernandes Barbosa Silva, 33.
 
O crime aconteceu no último dia 11 de março na Rua 13 de Setembro, bairro Mocambo, na região.
 
 
 
Confronto com a polícia
 
 
 
 
Os dois bandidos faziam parte de uma grande quadrilha acusada de vários roubos a bancos em Minas Gerais e outras cidades.  
 
Os criminosos junto com os comparsas trocaram tiros com equipes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar.
 
Segundo a polícia de Minas, pelo menos 25 bandidos acabaram mortos a tiros. 
 
Nas duas chácaras onde ocorreram os confrontos os policiais apreenderam diversos fuzis e outras armas de grosso calibre, além de explosivos.
Direito ao esquecimento

Você acha que os escândalos do Governo Bolsonaro prejudicam a pré-candidatura à reeleição?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS