LEGÍTIMA DEFESA: Policiais militares detidos após mortes em área invadida são liberados

Os PM's teriam visto no local os dois homens escondidos atrás de uma barraca de lona e apontando armas de fogo para eles

LEGÍTIMA DEFESA: Policiais militares detidos após mortes em área invadida são liberados

Foto: Richard Nunes/Rondoniaovivo

O delegado de plantão na Central de Flagrantes não ratificou a voz de prisão contra os três policiais militares que tinham sido detidos na tarde de ontem (23) após a morte de Ângelo Vinicius Henrique Mozer, 48, e de outro homem identificado apenas como Marcelo.
 
Os policiais estavam à paisana e foram até o local com uma engenheira florestal. A mulher tinha a intenção de mostrar a documentação que comprova que ela seria a verdadeira proprietária da área de terra.
 
Os PM's teriam visto no local os dois homens escondidos atrás de uma barraca de lona e apontando armas de fogo para eles.
 
Os militares agiram rápido e no tiroteio conseguiram atingir Ângelo e Marcelo. Os dois morreram no local e um outro rapaz ficou ferido na perna.
 
Após o ocorrido, equipes da PM levaram os policiais detidos para a Central de Flagrantes. 
 
Depois de horas na delegacia, os três foram liberados pelo delegado de plantão. A autoridade entendeu que os policiais na verdade foram vítimas de uma emboscada e agiram em legítima defesa.
Direito ao esquecimento

Qual dos deputados federais de Rondônia, você considera mais atuante no Congresso Nacional?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública.

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS