BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

VÍDEO: Policial civil foi amarrado e torturado por quadrilha durante roubo

Os suspeitos invadiram a residência junto com o policial e renderam também os familiares dele

Rondoniaovivo

06 de Maio de 2019 às 11:35

Dois adolescentes de 16 e 17 anos e um motorista de aplicativo, Renato A. S.,  foram detidos durante intensas diligências em ação conjunta entre as polícias Civil e Militar neste último final de semana. Os suspeitos invadiram a residência de um policial civil no bairro Igarapé, na zona Leste de Porto Velho (RO) e roubaram vários objetos, além da arma e o carro do policial. A vítima foi amarrada e torturada pelos bandidos no momento do assalto. Câmeras de monitoramento registraram a ação criminosa.

 

De acordo com informações apuradas pelo Rondoniaovivo, o bando composto pelos dois adolescentes, o motorista de aplicativo e o foragido da Justiça Francisco Sollis R., chegou em um carro modelo HB20. Dois desceram armados, renderam o policial que estava na frente de casa lavando seu automóvel marca Peugeot. 

 

Os suspeitos invadiram a residência junto com o policial e renderam também os familiares dele. O terceiro suspeito entra também na casa e fecha o portão.

 

Durante o roubo, os suspeitos encontraram a arma e o distintivo da vítima e neste momento ao saber que se tratava de um policial passaram a espancá-lo violentamente com socos, pontapés e coronhadas.

 

Após torturarem o policial, os bandidos fugiram levando o carro da vítima, uma pistola calibre .40 e diversos eletrônicos da residência. Depois de uma série de buscas em ação conjunta envolvendo as polícias Militar e Civil foi possível localizar primeiramente os dois adolescentes no condomínio Porto Madero, local onde o carro do policial foi encontrado ainda na noite de sábado (04).

 

Já na manhã de domingo (05) a arma da vítima foi encontrada jogada em uma lixeira no próprio condomínio. Uma denúncia anônima levou novamente a PM até o local para recuperar a pistola.

 

Dando continuidade nas diligências, os policiais civis prenderam o motorista de aplicativo que confessou ter dado apoio em seu carro, que foi apreendido. Um dos menores detidos recentemente postou fotos nas redes sociais se exibindo com uma arma de grosso calibre e já estava sendo procurado pela polícia. 

 

Segundo apurou as investigações, o quarto envolvido no assalto trata-se do foragido do presídio Urso Panda, identificado como Francisco Sollis R. Ele é considerado de alta periculosidade e a polícia busca prendê-lo.

 

Quem souber de informações sobre o paradeiro do foragido poderá denunciar anonimamente no número 197 da Polícia Civil.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS