BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Câmera escondida é encontrada em gabinete da prefeitura

Desde que obteve a informação, o FOLHA DO SUL ON LINE tenta obter detalhes do “grampo” aparentemente ilegal, mas mesmo os membros do primeiro escalão evitam falar sobre o assunto.

Folha do Sul On Line

12 de Abril de 2017 às 10:58

Foto: Divulgação

Rosani se reúne com secretariado e servidores serão ouvidos

A prefeita de Vilhena, Rosani Donadon (PMDB) está reunida, neste momento, com todo o seu secretariado. A conversa acontece no gabinete da mandatária, onde ontem (11) teria sido encontrada uma câmera de filmagem escondida.

Desde que obteve a informação, o FOLHA DO SUL ON LINE tenta obter detalhes do “grampo” aparentemente ilegal, mas mesmo os membros do primeiro escalão evitam falar sobre o assunto. 

Num ambiente de histeria, em que a guerra por espaço no staff da prefeita rende fofocas, perseguições e teorias conspiratórias, o caso ganha contornos de espionagem a cada momento.

O que se sabe, até agora, é que uma equipe que fazia reparos no gabinete encontrou a tal câmera. Não há confirmação de que o equipamento estivesse ativo, mas os rumos no paço municipal falam até em imagens das reuniões da atual prefeita já encontradas. A partir daí, começaram as  especulações sobre quem teria agido para espionar Rosani em seu local de trabalho.

Os mais sensatos tentam descartar a “arapongagem”, alegando que a filmadora pode ser ainda do tempo em que a Polícia Federal andava vasculhando a gestão do ex-prefeito Zé Rover (PP). Teria sido esquecida no local.

Já os mais paranóicos, que acreditam em ação de “adversários”, chegam a citar também nomes de aliados da prefeita, que estariam por trás da ação. Vigias e servidores do horário noturnos começarão a ser ouvidos na investigação deflagrada pela própria Rosani.

O site continuará tentando obter mais detalhes do caso e, tão logo a assessoria da prefeita se manifeste, publicará as declarações.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS