INVESTIGAÇÃO: MP apura nomeação de marido da prefeita de Guajará-Mirim como chefe de gabinete

Raíssa Paes (MDB) ignorou determinações da justiça e deu cargo para Antônio Bento

INVESTIGAÇÃO: MP apura nomeação de marido da prefeita de Guajará-Mirim como chefe de gabinete

Foto: Reprodução da internet

O Ministério Público de Rondônia, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim, instaurou, na última segunda-feira (22), Inquérito Civil Público para apurar irregularidades na nomeação do cônjuge da prefeita Raíssa Paes (MDB) para o cargo de chefe de gabinete na Prefeitura do Município.

 

Conforme consta, a prefeita nomeou seu cônjuge para atuar junto ao gabinete do Poder Executivo, mediante a publicação do Decreto nº 15.284, em 19 de janeiro de 2024.

 

O fato chamou a atenção do MPRO e fez com que a Promotoria da Probidade Administrativa instaurasse o respectivo instrumento de apuração, bem como a expedir ofícios para que a Prefeita preste esclarecimentos junto ao MPRO acerca do ato.

 

A esse respeito, há que se analisar se a nomeação configura, em tese, prática de nepotismo e contraria a Constituição Federal, sendo proibida pelo enunciado nº 13 da Súmula Vinculante do Supremo Tribunal Federal.

 

Nesse sentido, apesar de se tratar, em tese, de cargo de natureza política, ainda assim não há liberdade indiscriminada por parte da Chefia do Poder Executivo para nomeação, sendo necessário apurar a presença de idoneidade moral, qualificação técnica e ausência de fraude à lei.

Direito ao esquecimento
Como você avalia a gestão do prefeito Edilson Alencar em Presidente Médici?
Você acredita que pets deveriam ser permitidos em praças de alimentação?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS